Bactérias Contra Diabete


Pesquisadores das universidades de Yale e de Chicago (E.U.A) divulgaram no final do ano passado os resultados de uma experiência que causou um grande entusiasmo entre os especialistas do mundo todo por se tratar de uma linha de pesquisa totalmente revolucionária no combate ao diabete. Eles comprovaram a eficácia do uso de bactérias na prevenção do diabete tipo 1, considerada uma doença auto-imune pelo fato de o próprio sistema imunológico do doente atacar as células produtoras de insulina, o hormônio que promove a retirada da glicose da corrente sangüínea e permite a entrada deste composto nas células. Porém, as razões que levam à agressão do sistema imune ao próprio organismo ainda não estão totalmente esclarecidas.
Segundo os pesquisadores, a exposição constante a vírus e bactérias oferece proteção contra doenças auto imunes, ou seja, de alguma maneira eles impedem a reação do sistema de defesa contra o corpo, como se inativassem este tipo de resposta.. O experimento consistiu no seguinte: durante 30 semanas eles observaram as reações de dois grupos de ratos, um exposto a bactérias presentes no estômago e outro criado em um ambiente livre de germes. O primeiro ficou protegido da diabete tipo 1, enquanto o outro desenvolveu a enfermidade, e nas suas formas mais severas. Conhecedores deste complexo mecanismo, os pesquisadores acreditam que os resultados se repetirão em seres humanos a partir da utilização de "bactérias amigas". Entusiasmados, eles acreditam que este campo de pesquisa abra uma nova frente no combate a esta doença.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas