Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

Micropigs: as Novas Estrelas dos Pet Shops

Imagem
Um instituto de pesquisas genômicas avançadas da China resolveu vender microporcos criados como modelo para pesquisa de doenças humanas em laboratório como animais de estimação. Apesar das polêmicas, os micropigs fizeram muito sucesso entre os participantes numa reunião de cúpula em Shenzhen
Quem gostaria de ter um microporco como um pet? Com as novas técnicas de edição genômica é possível anular uma das cópias do gene responsável pelo receptor do hormônio do crescimento (GHR) e produzir animais que não crescem, assim como os bonsais. Um instituto chinês de genômica, famoso por pesquisas genéticas de ponta, chamado BGI, apresentou num comitê internacional de biotecnologia, em Shenzhen, porcos minúsculos resultantes como subproduto de suas pesquisas com sequenciamento genético. Criados originalmente como modelos para pesquisas em doenças humana, os micropigs resultaram da aplicação de técnicas de edição gênica em uma raça pequena de porcos conhecida como Bama. Semana passada, durante …

Insetos Comestíveis

Imagem
A entomofagia, isto é , o consumo de insetos na alimentação vem ganhando adeptos ao longo do mundo, até mesmo no mundo ocidental onde existe uma resistência cultural muito grande à prática.Os estudos científicos destacam o alto teor em proteínas que contêm os insetos comestíveis e que em princípio seria superior àquele dos vegetais, carnes ou ovos. Esta qualidade não é negligenciável face à expansão crescente da população mundial

O consumo de insetos, chamado entomofagia, é uma tendência que cresce lentamente em alguns países ocidentais. Mas esta prática, muito difundida em numerosas regiões do mundo (Ásia, África e até mesmo na America Latina) está bem longe de nossa cultura e de nossas tradições culinárias. Alguns restaurantes começam a propor insetos entre os seus pratos. Podemos até encontrá-los em alguns mercados ou em sites da Internet e já aparecem em lugares especiais para aperitivos, onde são propostos gafanhotos e vermes de farinha em diversos sabores.  Existem mais de 1000…

O Esmalte dos Nossos Dentes Veio da Escama dos Peixes?

Imagem
Uma equipe internacional de cientistas publicaram um estudo sugerindo que o esmalte que reveste os nossos dentes tenha se originado das escamas de peixes primitivos. Segundo eles comprovaram, combinando dados paleontológicos e genômicos, uma substância chamada ganoína apresenta muitas semelhanças estruturais com o esmalte que nós compartilhamos com outros animais tetrápodes e peixes atuais.

Segundo um estudo publicado na revista Nature, o esmalte que reveste o nosso dentes é o mesmo que nós compartilhamos com outras espécies de animais tetrápodes e peixes. No entanto, até agora a sua origem era desconhecida. Uma equipe internacional de cientistas sugere que uma substância- a ganoína-, encontrada em muitas escamas de peixes fósseis e de alguns primitivos que vivem até hoje, é realmente similar ao esmalte. O estudo revela que a origem deste material está em um peixe já extinto.  Pesquisadores chineses e suecos combinaram dados genéticos e fósseis e confirmaram a presença de proteínas

Morcegos Que Valem 1 Bilhão de Dólares

Imagem
Os benefícios que o trabalho ecológico dos morcegos trazem ao mundo pode ser avaliado em 1 bilhão de dólares. Isso porque as espécies que comem insetos ajudam a manter sob controle pragas que destroem plantações de milho. Além disso, os quirópteros são também cruciais para dispersar sementes e polinizar diversas plantas.
Segundo um estudo publicado recentemente na revista científica Proceedings of the National Academy of Science, os morcegos trazem benefícios ao mundo que podem ser quantificados em cerca de 1 bilhão de dólares ( 3,6 bilhões de reais na cotação atual). Isso porque os morcegos que comem insetos ajudam a manter sob controle pragas que destroem plantações de milho. Os pesquisadores chegaram a essa conclusão por meio de uma série de experimentos para avaliar a importância econômica e ecológica desse mamífero noturno para os agricultores. Segundo o Grupo Especializado em Morcegos (BSG, na sigla em inglês) da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), as espé…

Dia Nacional do Observador de Pássaros

Imagem
Brasil terá dia dedicado à observação de pássaros livres na natureza. No dia 10 de outubro acontecerá pela primeira vez o "Brasil Big Day", dia reservado para a observação de aves. Além de aumentar a consciência da conservação das espécies, a atividade melhora a interação cerebral, diminui a chance de doenças degenerativas, reduz o estresse e traz o homem de volta à natureza.
Pela primeira vez no Brasil, no mês de outubro acontece o “Brasil Big Day”, dia reservado para observação de pássaros. Promovido aqui pela Organização Não-Governamental Save Brasil, a data já é realizada nos Estados Unidos há alguns anos e em maio de 2015 foi celebrada mundialmente (Big Global Day). Segundo o professor de Zoologia, Dalci Maurício Miranda de Oliveira, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), que também é observador de pássaros, a atividade é importante tanto para a preservação da natureza quanto para a melhoria de qualidade de vida. “A observação de aves dá ao observador a consciê…

Itaboraí: Berço dos Mamíferos Extintos do Brasil

Imagem
A Bacia de Itaboraí (RJ) é o mais antigo registro brasileiro da fauna e flora fóssil de origem continental que se desenvolveu há aproximadamente 60 milhões de anos, após a extinção dos dinossauros. Daí são provenientes  os restos de preguiça gigante (figura), mastodonte e outros representantes da megafauna pré-histórica brasileira.

A Bacia de Itaboraí é o mais antigo registro brasileiro da fauna e flora fóssil de origem continental que se desenvolveu há aproximadamente 60 milhões de anos, após a extinção dos dinossauros.  A bacia é ricamente fossilífera, tendo sido coletados milhares de fósseis de animais (gastrópodes, mamíferos, aves, répteis e anfíbios) e vegetais. Os gastrópodes e os mamíferos são os fósseis mais abundantes. Os primeiros são comuns no calcário argiloso cinzento que formava o assoalho da bacia, enquanto os mamíferos são predominantes nos sedimentos que preenchiam as fendas que cortavam verticalmente os calcários. Restos de preguiça gigante, mastodonte e tartaruga (m…

A Catástrofe do Oxigênio

Imagem
Apesar de atualmente ser um elemento essencial à vida, o oxigênio já foi o responsável por causar provavelmente o primeiro maior evento de extinção em massa do nosso planeta. Algas cianofíceas como a Oscillatoria sp da foto é que iniciaram o processo de modificação do ambiente da terra há cerca de 2,5 milhões de anos
Embora tenhamos ideia do oxigênio como um gás absolutamente essencial para a Vida, este elemento é como uma espada de dois gumes: o oxigênio reage muito facilmente com outras moléculas, e se um organismo não possuir bons meios de controle, o oxigênio pode levar à sua destruição.  Com um crescimento acentuado de seres fotossintéticos como as cianobactérias e o aumento na fotossíntese levou ao aumento do oxigênio no meio marinho; este oxigênio começou a reagir com o ferro dissolvido na água, fazendo com que precipitasse sob uma forma oxidada, dando origem às camadas ferrosas avermelhadas das BIF ( (do inglês banded iron formations ou formações de ferrobandado) encontradas e…

Por Que Ainda Trabalhamos à Moda Antiga?

Imagem
Instituída pela Revolução Industrial, a jornada de 8 horas não se encaixa no estilo de vida e métodos de trabalhos modernos. Na verdade, deveríamos trabalhar menos horas e mais inteligentemente: as pessoas muitas vezes confundem ocupação com produtividade e essa confusão pode dar origem a empregados cada vez mais cansados, estressados e improdutivos.

Trabalhar 8 horas por dia no horário comercial ainda é a forma com que muita gente ganha a vida. E, no entanto, é óbvio que trabalhar por mais hora não aumenta a nossa produtividade. Então por que fazemos isso? Qual seria a alternativa?
O horário arbitrário, das 9h às 17h, foi instituído em 1800, mas não se alinha com a forma que sabemos ser melhor para trabalhar. a mudança para uma jornada de 8 horas começou com a Revolução Industrial Inglesa. Para maximizar os resultados nas linhas de produção, as fábricas precisavam de horários fixos para seus empregados.   A jornada de 8 horas não se encaixa no estilo de vida e métodos de trabalhos mo…