Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2013

Por Que Temos Tanto Medo da Gripe ?

Imagem
Com o fim da moratória imposta aos pesquisadores da gripe aviária, a pergunta se faz pertinente: Por que temos tanto medo da gripe hoje em dia?   Na foto frango recebe injeção contra gripe aviária na China: estudos sobre a doença causaram medo de bioterrorismo.
Esta semana o portal iG publicou na sua coluna de ciência uma matéria muito interessante sobre gripe. O título da matéria era "Por que a gripe se tornou um bicho papão?" e apresenta de forma apropriada como uma doença corriqueira consegue tirar o sono dos cientistas do mundo inteiro atualmente. Afinal. por que tanta preocupação com uma moléstia tão comum em plena era do avanço científico e tecnológico da medicina? Vamos tentar compreender lendo alguns trechos da matéria que o jornalista Alessandro Barros Greco preparou para o iG. "Ano passado, quando dois laboratórios -- um na Holanda e outro nos Estados Unidos -- anunciaram que haviam conseguido criar uma versão do vírus da gripe aviária (conhecido como H5N1) de…

Canibalismo na Coréia do Norte

Imagem
Num país onde ainda vigora regime comunista, a Reforma Agrária destruiu a produção; e a fome atinge aspectos tétricos com relatos de canibalismo

Os crescentes relatos de canibalismo na Coréia do Norte assustam. Especula-se que 10 mil pessoas tenham sido assassinadas e comidas, devido à enorme seca enfrentada na região. A pouca comida que nasce nos campos do interior é confiscada e levada à capital, Pyongyang, por oficiais do governo, segundo relatos de jornalistas infiltrados no país. Relatos aterrorizantes de norte-coreanos devorando pessoas para saciar a fome — em alguns casos os próprios filhos — tomaram conta do noticiário internacional nos últimos dias. As informações expõem o desastre humanitário pelo qual o país oriental pode estar enfrentando. Os primeiros relatos foram publicados no último domingo (27/01/2012) pelo diário britânico The Sunday Times. O jornal compilou o trabalho de repórteres independentes que foram enviados à Coreia do Norte pela agência de notícias A…

A Extinção das Seções de Ciência Nos Jornais

Imagem
Poucos jornais têm seções destinadas à ciência atualmente, mesmo com o jornalismo científico tornando-se mais valioso do que nunca. Ao longo dos anos, muitas seções de ciência transformaram-se em seções que incluem temas como saúde, medicina e bem-estar
Vasculhando a internet atrás de boas matérias para publicar aqui no meu blog, achei uma muito interessante na pagina do Observatório da Imprensa e resolvi compartilhá-la com vocês. Vejam:
"Os desafios enfrentados pelos jornalistas especializados em ciência – pessoas comuns com a tarefa de comunicar ideias extraordinariamente complexas para uma audiência de massa – estão sendo particularmente exigentes. Poucos jornais têm seções destinadas à ciência atualmente, mesmo com o jornalismo científico tornando-se mais valioso do que nunca. Em 1989, existiam nos EUA 95 jornais com seções semanais de ciência. Hoje, são apenas 19, segundo o Columbia Journalism Review. Trata-se de uma grande queda, mesmo para uma das indústrias de declínio ma…

Crack: Uma Pedra no Caminho da Sociedade

Imagem
A questão do consumo de crack se tornou um problema de saúde pública. Especialistas propõem identificar primeiramente as determinações sociais do problema. Na foto: Supostos usuários de crack fogem durante ação da Prefeitura do Rio (Foto: Gabriel de Paiva)

Já repercuti aqui a opinião de que o crack não é droga, é uma arma química ,  uma espécie de bomba detonada no seio das grandes cidades do país com o intuito de levá-las  a atingir os patamares mais baixos da degradação humana. Cada vez mais a sociedade se queda perplexa diante do alastramento do problema sem vislumbrar uma solução para contê-lo. Esta semana a Agência Fiocruz noticiou a preocupação de pesquisadores da instituição com o problema do aumento dos usuários de crack, o que resultou na publicação de um artigo. Veja como o assunto foi noticiado:  "O debate em torno do consumo de crack em todo o país e a repercussão gerada na imprensa pela chamada 'epidemia'do uso nas grandes cidades motivaram os pesquisadores…

Como o Álcool Afeta a sua Beleza

Imagem
O álcool contido nas bebidas. além de provocar as consequências já bem conhecidas, como o comprometimento da coordenação motora e surgimento de doenças no fígado,  pode acelerar o surgimento dos sinais de envelhecimento

O consumo de bebidas é, sem dúvida, muito prazeroso para a grande maioria das pessoas, sobretudo, quando acontece ao lado dos amigos, num happy hour após o expediente ou no churrasco de fim de semana. Os efeitos do álcool no organismo, porém, vão muito além das consequências já bem conhecidas, como o comprometimento da coordenação motora e o surgimento de doenças no fígado. O álcool etílico, o tipo mais comum contido nas bebidas, pode tirar o brilho e a beleza da pele e provocar o surgimento de doenças nas unhas, entre outros malefícios. A cosmetóloga Sheila Gonçalves, diretora técnica da Medicatriz Dermocosméticos, alerta que a bebida alcoólica é um verdadeiro“veneno” para quem busca prolongar a juventude e retardar o surgimento dos sinais de envelhecimento.“Mesmo que…

Sobre Cachorros e Lobos

Imagem
As numerosas raças de cães são resultado da domesticação de mais de 50 subespécies de lobos, que há alguns milhares de anos vem sendo realizada pelo homem
Adelmar Coimbra Filho proferiu em 2008 uma palestra na sede da Associação dos Amigos do Jardim Botânico do Rio de Janeiro sobre o processo de domesticação dos lobos, transformados, por seleção antrópica, em diversas raças de cães domésticos.. Primatólogo renomado, com profundo conhecimento de história natural, ecologia e evolução de espécies e um ícone da conservação da Natureza no Brasil, Coimbra fez. como de costume, uma apresentação original e muito interessante, pontilhada de irreverências e iconoclastia. 
Como mostrou o palestrante na ocasião, as numerosas raças de cães são resultado da domesticação de mais de 50 subespécies de Canis lupus, o lobo, que há alguns milhares de anos vem sendo realizada pelo homem. Canis lupus é uma espécie que ocorre em grande parte da região Holártica (a Neártica e a Paleártica). A forma nominal d…

Pesquisa Sobre Adoecimento e Deserção de Professores

Imagem
Segundo pesquisa, estrutura escolar provoca adoecimento e deserção de professores Pesquisador da USP apresenta uma reflexão alternativa sobre relação dos professores com a escola, o abolicionismo escolar
Uma das dificuldades mais recentes da educação básica, sejam em escolas públicas ou privadas, é o adoecimento e deserção de professores. A situação se deve ao fato do cotidiano escolar ser insuportável para os profissionais da educação, segundo conclusão de pesquisa do historiador Danilo Alexandre Ferreira de Camargo, da Universidade de São Paulo (USP). O pesquisador apresentou uma reflexão alternativa sobre relação dos professores com a escola, em sua dissertação de mestrado, "O abolicionismo escolar: reflexões a partir do adoecimento e da deserção dos professores", desenvolvida na Faculdade de Educação, e orientada pelo professor Julio Roberto Groppa Aquino. O historiador procura fugir do lugar comum, e apresenta uma reflexão alternativa sobre a problemática relação dos pro…

Abrace o Muriqui

Imagem
Em 26 de outubro de 2011 foi lançada a campanha do muriqui a mascote das Olimpíadas de 2016, em cerimônia no Parque Lage, no bairro do Jardim Botânico. Vamos entender a razão da escolha deste animal como mascote dos Jogos Olímpicos. Muriqui em tupi-guarani significa gente que bamboleia, que vai e vem. Ficou conhecido como o “povo manso” da floresta. É o maior primata não humano do continente americano e o maior mamífero endêmico do Brasil, podendo atingir até 1,5m de altura, com uma cauda de um metro.
Durante a comemoração dos 30 anos do Centro de Primatologia do Rio de Janeiro (CPRJ) em 2009, uma questão foi levantada: por que no estado do Rio de Janeiro nunca houve um projeto governamental de conservação in situ do muriqui? São Paulo e Minas Gerais, estados que também abrigam a espécie, já tiveram ou têm programas oficiais bem-sucedidos de conservação. No estado do Rio de Janeiro, há carência até de dados atualizados sobre a espécie. As razões? Falta de dinheiro, infraestrutura e g…

PapGene: Novidade na Detecção de Câncer de Ovário e Endométrio

Imagem
Pesquisadores norte-americanos e brasileiros criam teste de DNA para identificar câncer de ovário e endométrio. A nova forma de diagnóstico, ainda em teste, não é invasiva e se aproveita de exame ginecológico de rotina.
Usando o líquido cervical obtido durante exames de Papanicolau de rotina, cientistas do Johns Hopkins Kimmel Cancer Center, nos EUA, desenvolveram um teste capaz de detectar o câncer de ovário e de endométrio. Resultados, publicados na Science Translational Medicine, revelam que o novo teste, chamado PapGene, obteve 100% de sucesso para o câncer de endométrio e 41% de sucesso para o de ovário. Atualmente, o exame Papanicolau (ou Papanicolaou) detecta apenas o câncer do colo do útero, por meio da análise da aparência das células, e o vírus HPV, seu principal causador. No entanto, nenhum método de rastreio de rotina está disponível para cânceres de ovário ou endométrio. A nova técnica não altera o procedimento pouco invasivo do Papanicolaou. Ela apenas agrega a anális…

Índios Com Mestrado Em Sustentabilidade

Imagem
Primeiro grupo de 13 indígenas conclui curso de 22 meses criado na Universidade de Brasília em 2010 e desenvolve estudos para trabalhar a sustentabilidade nas terras, nas aldeias e junto do próprio povo
Filho de cacique, Ywmonyry, da comunidade Apurinã — localizada no sul do Amazonas — nasceu para ser caçador e viver na floresta. Mas, aos 10 anos, saiu da tribo e iniciou os estudos na cidade de Boca do Acre (AM). Ganhou um novo nome, dado pelo homem branco: Francisco de Moura Cândido. Sofreu discriminação, pensou em desistir, mas continuou.  Depois de ter concluído o ensino médio, em Roraima, graduou-se e, no mês passado, aos 39 anos, entrou para a história da Universidade de Brasília (UnB). Faz parte do primeiro grupo de 13 índios a concluir o mestrado em sustentabilidade junto de povos e terras indígenas. Uma iniciativa pioneira da instituição por disponibilizar 50% das vagas do curso para eles, trabalhar a sustentabilidade de forma insterdisciplinar e ter a participação de professo…

Como Funciona a Ressonância Magnética

Imagem
Atualmente, os exames por imagem conseguem cortar o corpo em fatias extremamente finas obtendo imagens e criando modelos tridimensionais de órgãos e tecidos A ressonância magnética utiliza um forte campo magnético e ondas de rádio para criar imagens detalhadas do corpo. 
A tecnologia médica evoluiu tanto nos últimos anos que, hoje, os exames por imagem conseguem cortar o corpo em fatias extremamente finas obtendo imagens e criando modelos tridimensionais de órgãos e tecidos para descobrir anormalidades e diagnosticar doenças. Entretanto, um tipo relativamente novo de exame chamado ressonância nuclear magnética funcional (RNMf) leva a tecnologia um passo além. Ele não apenas consegue ajudar a diagnosticar doenças cerebrais, como também permite que os médicos entrem em nossos processos mentais para determinar o que estamos pensando e sentindo. A RNMf ainda pode ser capaz de detectar se estamos falando a verdade.
O exame se baseia na mesma tecnologia da ressonância nuclear magnética (RN…

Mais de 700 Espécies de Bactérias no Leite Materno

Imagem
Pesquisadores traçaram mapa da microbiota bacteriana no leite materno. Pesquisa revela variedade maior do que a esperada por especialistas e pode ajudar a melhorar nutrição de lactentes
Pesquisadores espanhóis descobriram uma diversidade microbiana maior do que se pensava no leite materno, a principal fonte de alimento para os recém-nascidos. A pesquisa, que traçou o mapa da microbiota bacteriana no leite materno, descobriu mais de 700 espécies de bactérias. O leite materno recebido da mãe é um dos fatores determinantes de como a flora bacteriana irá se desenvolver no recém-nascido. No entanto, a composição e o papel biológico destas bactérias em lactentes permaneciam desconhecidos. Agora, os pesquisadores utilizaram uma técnica baseada no sequenciamento do DNA para identificar o conjunto de bactérias contidas no leite materno chamado microbioma. Graças ao seu estudo, variáveis pré e pós-natal que influenciam a riqueza do microbioma do leite podem agora ser determinadas. O colostro é …

Colombo, O Pai Involuntário da Globalização

Imagem
Ao chegar às Américas, explorador trouxe epidemias para o continente e voltou com espécies que alavancaram o comércio global e o desenvolvimento do Velho Mundo
O escritor e jornalista americano Charles C. Mann, em seu livro intitulado "1493" (lançado no Brasil em outubro de 2012 pela editora Verus), elege Cristovão Colombo como o maior responsável pelo intercâmbio de espécies entre a América e a Eurásia. Segundo ele, a chegada das caravelas comandadas pelo navegador italiano foi o marco zero da globalização, fenômeno eminentemente biológico e não econômico.
Normalmente considera-se que a globalização entrou em pauta na reunião da Organização Mundial do Comércio em Seattle, nos EUA, em 1999. Mas Charles Mann defende  que este fenômeno, alem de mais antigo, é também biológico. "A partir de uma perspectiva científica. Cristovão Colombo foi um agente de mudanças biológicas", esclarece o autor. "Ao cruzar o Oceano Atlântico, ele recriou a Pangea. Ele uniu novamente…

Aumento nos Casos de Diabetes Entre Crianças

Imagem
Dados revelam ainda que 25% das crianças que desenvolvem a doença por ano só são diagnosticadas quando já estão seriamente doentes
Levantamento realizado pela International Diabetes Federation mostra que o número de casos de diabetes tipo 1 está crescendo rapidamente em todo o mundo, em especial entre as crianças. Os dados revelam que 25% das crianças que desenvolvem diabetes a cada ano só são diagnosticados uma vez que já estão seriamente doentes. Segundo especialistas, não está claro porque o número é tão alto já que, ao contrário do diabetes tipo 2, o tipo 1 não está relacionado à obesidade ou estilo de vida. Eles afirmam que a doença pode ter causas genéticas. A tabela classificativa, com base em estimativas da International Diabetes Federation, inclui a maioria dos países, além de algumas nações africanas, onde muitas vezes a taxa de incidência do tipo 1 é desconhecida. De todos os países com dados, Finlândia, Suécia, Arábia Saudita e Noruega têm as mais altas taxas de incidência…