Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2010

Onça-Pintada: Um Símbolo Ameaçado

Imagem
Depois do mico-leão dourado, do panda, da baleia, chegou a vez da onça-pintada. Maior felino das Américas e rainha das florestas brasileiras, a onça-pintada se tornou símbolo de campanhas pela preservação da biodiversidade. Ela consta como "vulnerável" na lista de animais ameaçados de extinção do Ministério do Meio Ambiente. Mas na Caatinga e na Mata Atlântica está à beira da extinção. No Pantanal, a onça é vítima de caçadores e da expansão das pastagens. Só na Amazônia a população é razoável, mas pouco estudada. Aliás, a onça-pintada, um animal naturalmente esquivo e misterioso, ainda tem muitos de seus hábitos desconhecidos. Sem medidas emergenciais, a espécie poderia desaparecer de todo o país - à exceção da Amazônia - nos próximos 100 anos. O estado crítico da onça-pintada mobilizou o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que lançará, ainda este ano, um livro com mais de 200 ações de socorro à espécie, entre medidas de curto e longo prazo. As…

Córneas Biossintéticas

Imagem
A córnea artificial, fabricada a partir de DNA de colágeno humano, e seu posicionamento para o implante (imagem: reprodução/ Science Translational Medicine).
Depois da catarata, lesões e doenças que atingem a córnea são a segunda maior causa de cegueira no mundo. Por mais de um século, a solução para remediar esse mal tem sido o transplante da córnea de doadores humanos. A demanda, porém, é muito maior que a oferta. Dos 10 milhões de pacientes que permanecem na fila de espera, cerca de 1,5 milhão viram novos casos de cegueira a cada ano. Mas um trabalho publicado esta semana por cientistas suecos e canadenses na Science Translational Medicine pode pôr fim a esse cenário sombrio. O artigo apresenta os resultados bem-sucedidos de testes clínicos para implantar córneas biossintéticas em 10 pacientes com lesões graves na membrana, induzindo a sua regeneração. "O estudo é o primeiro a mostrar que uma córnea artificialmente fabricada pode se integrar ao olho humano e estimular a regeneraç…

Níveis de Biossegurança

Imagem
Nos laboratórios, os profissionais estão expostos a diversos riscos biológicos. O símbolo abaixo identifica os materiais que oferecem risco biológico. Existem 4 níveis de biossegurança.
A biossegurança no Brasil está formatada legalmente para os processos envolvendo organismos geneticamente modificados (OGM) e questões relativas a pesquisas científicas com células-tronco embrionárias, de acordo com a Lei de Biossegurança - N.11.105 de 24 de Março de 2005. O foco de atenção dessa Lei são os riscos relativos as técnicas de manipulação de organismos geneticamente modificados. O órgão regulador dessa Lei é a Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), integrada por profissionais de diversos ministérios e indústrias biotecnológicas. Exemplo típico de discussão legal da biossegurança são os alimentos transgênicos, produtos da engenharia genética. Por outro lado, a palavra biossegurança, também aparece em ambientes onde a moderna biotecnologia não está presente, como, indústrias, hospi…

Caminhos e Descaminhos da Ciência Brasileira

Imagem
Apesar de dificuldades históricas que ainda permanecem, houve um avanço considerável na produção científica brasileira nas últimas duas décadas
No curto intervalo de duas décadas, entre 1981 e 2000, o Brasil passou da 28ª para 17ª posição no ranking mundial de produção de ciência. Os dados, relativos à elaboração de artigos científicos, são do Institute for Scientific Information (ISI), entidade de reconhecido prestígio em bibliometria. Nesta posição, o Brasil está à frente da Bélgica, Escócia e Israel, entre outros, e bem próximo da Coréia do Sul, Suíça, Suécia, Índia e Holanda. O avanço da pesquisa científica brasileira, apesar de dificuldades históricas que ainda permanecem, resulta de iniciativas tomadas há meio século, especialmente com a constituição do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), principal agência nacional de fomento. Nos anos 60, além da criação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), também foram implantados vár…

Você Sabe O Que É Um Ligre?

Imagem
Hércules, um ligre (híbrido de leão e tigre) que consta no Livro dos Recordes, pois mede  3,65 m e pesa 408 kg
O ligre é o resultado do cruzamento entre um leão macho e uma tigresa. O animal quando adulto fica ainda maior que seus pais. “Os genes que inibem o crescimento são herança materna nos leões e paterna, nos tigres. Por causa disto, os ligres não têm este inibidor de crescimento”, disse Roberto Vilela, biólogo do setor de mamíferos do Zoológico de São Paulo. Quando o cruzamento é feito entre tigres machos e leoas, gerando os chamados “tigreões”, não ocorre este tipo de problema. O cruzamento de leões e tigres não acontece fora de cativeiro, pois os animais não convivem na natureza. Segundo Vilela, muitos países proíbem este tipo de cruzamento por questões éticas. No Brasil, a legislação também não permite a produção de híbridos entre espécies nativas. Geralmente os ligres são estéreis, principalmente os machos. Dois filhotes de ligre, híbrido de leão e tigre, nasceram neste doming…

Mais Uma Dose de Conhecimento Sobre o Alcoolismo

Imagem
O alcoolismo responde por 4% dos problemas da saúde mundial, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Fatores ambientais, culturais e psicológicos certamente têm papel importante para desencadear o transtorno, mas pesquisas indicam que ele tem também um forte componente genético.  Cientistas da Universidade da Califórnia (EUA) defendem a  tese de que uma mutação genética identificada em camundongos hipersensíveis ao álcool pode estar ligada à propensão ao consumo da substância. A descoberta pode oferecer uma pista para entender as complexas raízes genéticas do alcoolismo. O líder da pesquisa David Speca e a sua equipe citam como exemplo estudos feitos com gêmeos, filhos adotivos e famílias que demonstram o fator genético por trás do alcoolismo. Mas destacam a dificuldade de se identificar fatores de suscetibilidade, sendo muito provável que múltiplos genes de pequeno efeito contribuam para a doença. Na verdade, a  mutação foi descoberta por acaso.Os pesquisadores da Universidade d…

Por Uma Humanidade Sem Raças

Imagem
O livro do geneticista Sérgio Pena da UFMG possui argumentos contundentes que contribuem para a desracialização da humanidade
O geneticista Sergio Pena, professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), é uma referência nacional na discussão da questão racial. Ele tem vindo a público com freqüência para mostrar como a visão da humanidade dividida em raças, cristalizada em parte da sociedade, é totalmente incompatível com as descobertas recentes da genética. O seu livro Humanidade sem raças?, lançado em 2008, é um verdadeiro manifesto contra o racismo,  pois reúne os veementes argumentos do geneticista para combater a racialização da humanidade. Essa discussão não é novidade para os leitores de “Deriva Genética”, a coluna que o autor publica na segunda sexta-feira do mês na CH On-line – a denúncia da inexistência das raças do ponto de vista biológico é um tema recorrente em seus textos. A novidade de Humanidade sem raças? é reunir os argumentos de Pena e sistematizá-los em um di…

O Mundo Microscópico em 3D

Imagem
Imagens observadas em microscópio podem ser vista em 3D. Pesquisadores espanhóis reproduziram imagens de bactérias e ácaros
Pesquisadores espanhóis reproduziram em 3D imagens de bactérias, piolhos e ácaros. Bactérias na ponta de uma agulha, um piolho escondido nos cabelos ou um ácaro sobre a cabeça de uma formiga são exemplos do mundo microscópico que, a partir de agora, poderão ser conferidos em 3 dimensões. Trata-se um inovador projeto espanhol apresentado nesta quinta-feira (12/08) em Madri. Pesquisadores criaram as imagens em 3D a partir de observações realizadas em microscópio.Com elas, é possível ver detalhes que através do antigo aparelho não seria possível. Para assistir ao vídeo que mostra brevemente como ficaram as imagens microscópicas em 3D, acesse o Úlltimo SegundoCiência do Portal iG clicando aqui

A Osteoporose Marinha

Imagem
A osteoporose marinha e o branqueamento dos corais são dois fenômenos decorrentes do aumento da poluição no ambiente marinho
Tão preocupante quanto os derramamentos de óleo nos mares, o fenômeno da acidificação dos oceanos também tem ganhado espaço nas páginas dos jornais recentemente. A acidificação dos mares é causada, basicamente, pela resultante de um aumento da concentração de dióxido de carbono (CO2) ambiental nas águas marinhas. O CO2 que dissolve no oceano reage com a água e libera hidrogênio ácido e bicarbonato, que vai aumentar a a cidez do oceano. Isso resulta numa osteoporose marinha , ou seja, vai dissolvendo o esqueleto carbonato, virando tudo bicarbonato. Com o aumento do CO2 a temperatura do mar tende a aumentar e caminha-se assim, também para uma desertificação dos recifes de corais. Se o problema do fundo do mar não é capaz de afetar os humanos, um dado estatístico pode fazer pensar: hoje há cerca de meio bilhão de pessoas no mundo que desenvolvem atividades econômicas…

Eu, Professor-Robô?

Imagem
Acima, C3P0, o famoso personagem de 'Guerra nas estrelas' que fala milhares de línguas. Segundo reportagem de jornal norte-americano, o ensino de idiomas seria uma das funções dos robôs em sala de aula (foto: CC BY-NC 2.0 / Wikimedia commons).
Uma matéria publicada no jornal norte-americano New York Times (NYT) promete causar muita polêmica. A notícia: robôs são testados para serem professores em escolas. O NYT mapeou alguns lugares dos Estados Unidos onde testes já estão sendo feitos, como a University of Southern California. A reportagem explica que as máquinas têm a capacidade de ensinar, por exemplo, a pronúncia correta de uma palavra. Além disso, alguns robôs já conseguem apreender com os humanos novas informações e armazená-las – uma espécie de inteligência artificial. Esse argumento desqualificaria, de acordo com a matéria, aqueles que criticam o uso de máquinas no ensino em função da unilateralidade da relação; agora, a via de aprendizado seria de mão dupla. Segundo alg…

A Ditadura do Orgasmo Feminino

Imagem
O médico Gerson Lopes afirma que as mulheres vivem “um regime ditatorial” com relação ao sexo e desempenho na cama

A mulher contemporânea usufrui de sua liberdade sexual, aproveita o direito ao prazer e conhece melhor o próprio corpo. Com a queda de barreiras morais e o advento da pílula anticoncepcional, o sexo erótico ganhou força na vida delas, a ponto de incitar uma busca incessante pelo orgasmo, que agora tem que ser "múltiplo". O novo momento é marcado por uma grande cobrança pelo gozo e performance na cama, segundo o ginecologista Gerson Lopes, presidente da Comissão Nacional de Sexologia da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo). Com isso, a satisfação sexual estaria mais associada ao resultado do que com a entrega, e assim o "fim da festa" ganha mais atenção que a experiência completa. Diz Gerson Lopes:  "É como se fosse um regime ditatorial em relação ao orgasmo. O direito ao gozo não pode ser substituído pela ob…

Fim da Pandemia de Gripe Suína

Imagem
Após 14 meses do aparecimento da doença, a OMS anunciou hoje o fim da pandemia de gripe A, mais conhecida como gripe suína
A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou hoje o fim da pandemia de gripe A, mais conhecida como gripe suína,14 meses depois de ter declarado o nível máximo de alerta pela aparição do vírus. "O mundo não está mais na fase seis de alerta pandêmico. Passamos para a fase pós-pandêmica", disse a diretora geral do organismo, Margaret Chan, que tomou a decisão de levantar o alerta aconselhada pelo Comitê de Emergência da OMS, reunido horas antes. Logo após o aparecimento dos primeiros casos da gripe suína, no México, em abril de 2009, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), nos Estados Unidos, divulgou que a doença poderia se transformar em uma pandemia – o que de fato ocorreu. Um ano e meio depois, os cientistas do CDC continuam tentando entender a patologia do vírus da influenza A H1N1, causador da gripe. De acordo com Sherif Z…

A Um Passo da Vacina Contra a Esquistossomose

Imagem
O agente causador da esquistossomose é um verme chamado Schistosoma mansoni (foto), mais conhecido como esquistossomo
O Brasil vai começar a testar este ano a primeira vacina contra a esquistossomose, doença popularmente conhecida como "barriga d'água", que afeta 200 milhões de pessoas em 74 países e chega a matar 200 mil por ano. Apesar de ter sido descoberta há quase 20 anos, somente agora uma empresa brasileira se prepara para a fase de testes em humanos. A pesquisadora Miriam Tendler, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), descobriu a proteína SM14 entre 1990 e 1991. A Fiocruz, dona da patente, licenciou a empresa privada Alvos para dar continuidade ao estudo. Nesta semana, a empresa foi comprada pela Ourofino Agronegócios, que garantiu que produzirá o imunizante se ele for aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Para começar a testar a vacina contra a esquistossomose em humanos ainda este ano, a Ourofino já entregou a substância  à Anvisa, que …

Espécies Invasoras: Inimigas da Biodiversidade

Imagem
O mico-de-cheiro (foto) é um exemplo das 11 mil espécies invasoras que ameaçam a biodiversidade mundial
Nenhuma crise ambiental é tão urgente quanto a da biodiversidade. Mudanças climáticas são uma realidade. A escassez de água também. Mas um número catastrófico de espécies já estão em extinção. O ônus é moral, ambiental e econômico. Plantas e animais são essenciais para a preservação da saúde do planeta e o seu fim afeta a nossa própria espécie. Uma ameaça séria  e pouco discutida tem contribuído para a redução da biodiversidade: as espécies invasoras, aquelas levadas pelo homem para lugares onde se tornam um perigo, nem sempre percebido. Combater as espécies invasoras é uma missão árdua. Levadas para ambientes onde não têm predadores , elas proliferam e se tornam um pesadelo para plantas e animais nativos - inclusive espécies ameaçadas de extinção. Os invasores caçam espécies nativas e competem por alimento e espaço. É difícil controlar as espécies invasoras. Elas quase sempre são intr…

Hepatite Prejudica os Transplantes de Córnea no Brasil

Imagem
40 % das córneas doadas para transplantes são descartadas por causa da infecção por hepatite B ou C
Um relatório da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), produzido pela primeira vez, mostra como o vácuo no diagnóstico das hepatites B e C pode impactar na realização de transplantes de córneas. Segundo a Anvisa, durante o ano de 2009, os bancos de olhos espalhados pelo País captaram 21.012 córneas para serem utilizadas em transplantes, cirurgia que é capaz de fazer com que os pacientes com doenças oculares voltem a enxergar. Do total de tecidos, 10.635 ou 51% foram descartadas. O principal motivo para a não utilização de quase metade das córneas, diz a Anvisa, foi a Hepatite B e a Hepatite C, problemas de saúde que impedem a utilização do material e responsável por 38,9% dos descartes. A má qualidade do tecido ocular doado também resultou na inutilização do tecido em 30% dos casos.

Queda de doadores

A Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO) mostra mesmo que o númer…

Máquina Para Lavar Pássaros Atingidos Por Derramamento de Óleo

Imagem
As aves são frequentemente atingidas pelos derramentos de óleo como o do Golfo do México
Não é novidade que muitos animais, especialmente os pássaros, sofrem com os impactos dos derramamentos de petróleo. Uma vez em contato com o óleo, os bichinhos necessitam que este seja removido, e o processo é sempre demorado, e pode acabar gerando ainda mais stress para o animal. Levando isto em consideração uma companhia petrolífera desenvolveu uma máquina de lavar para estes animais, que realiza o serviço em poucos minutos. A máquina de lavar realiza o serviço em apenas 7 minutos. Comparados às 2 horas de limpeza que é o tempo que uma pessoa pode atingir na limpeza do animal, aqui temos uma situação onde o pássaro ficará menos tempo sob stress e que aumentará a velocidade da recuperação do mesmo, para ser devolvido a seu habitat natural. Para ver com a máquina funciona, clique aqui
*Postado no blog Ambiente Brasil em 12/05/2010

Amizade É O Melhor Remédio

Imagem
Ter amigos pode superar muitos fatores de riscos para  a saúde como o tabagismo, o alcoolismo, a obesidade e a inatividade física, diz estudo americano
Especialistas da Universidade Brigham Young, em Utah, e do Departamento de Epidemiologia da Universidade da Carolina do Norte (Estados Unidos) concluíram que não ter amigos pode ser tão perigoso para a saúde como fumar ou consumir álcool em excesso. De acordo com um estudo publicado no site da revista PLoS Medicine, cientistas americanos asseguram que o isolamento é ruim para a saúde, apesar de essa ser uma tendência cada vez maior no mundo industrializado. Estudos prévios demonstraram que as pessoas com menos relações sociais morrem antes daquelas que se relacionam mais com amigos, conhecidos e parentes. Por isso, preocupados com o aumento de pessoas mque se relacionam menos com as outras, os cientistas analisaram como um isolamento pode afetar a saúde. Eles recorreram a 148 estudos prévios com dados sobre a mortalidade de indivíduos em…

O Potencial Biotecnológico das Algas

Imagem
Bastante usadas nas indústrias de alimentos e cosméticos, as macroalgas marinhas têm também um grande potencial biotecnológico. Novos estudos brasileiros mostram que compostos produzidos por elas têm ação antioxidante, fotoprotetora e até antitumoral.Alga do gêneroGracilaria(foto) é um exemplo

Elas estão em pudins, loções, pastas de dente e até na cerveja. São inúmeras as aplicações industriais de substâncias extraídas das macroalgas marinhas (algas pluricelulares visíveis a olho nu). Mas seu aproveitamento pode ser ainda mais intensivo: pesquisas recentes têm mostrado que compostos produzidos por esses organismos têm um incrível potencial biotecnológico. Eficácia contra o câncer, trombose, bactérias e vírus patogênicos, a ação do Sol e o envelhecimento são apenas algumas das propriedades de interesse industrial demonstradas recentemente por estudos brasileiros. Das cerca de 32 mil espécies de macroalgas marinhas pertencentes aos três grupos principais (verdes, vermelhas e pardas), apen…