Vírus HPV: 1/3 das Mulheres do Estado do RJ Estão Contaminadas

Uma pesquisa da Escola Nacional de Sáude Pública da Fundação Oswaldo Cruz, em parceria com o Instituto de Ginecologia da UFRJ, revelou que um terço das mulheres sexualmente ativas do Estado do Rio de Janeiro possui o vírus HPV (Human Papilloma Viruses ou Papilovírus Humano). Entre adolescentes com idade entre 10 e 19 anos, o índice chega a 50% por conta da precocidade do início das relações sexuais.
O vírus, se não tratado corretamente, pode levar ao câncer do colo de útero. Os sintomas muitas vezes não são aparentes, mas em alguns casos podem ser percebidos por meio de verrugas na região genital. O maior problema é a falta de medidas preventivas ao vírus. A vacina contra o HPV não está disponível nos hospitais públicos e custa caro. É necessário a aplicação de 3 doses da vacina, que custa em média 400 reais cada. Mesmo assim a vacinação só previne contra dois dos mais de 100 subtipos do vírus. Porém, a imunização pode evitar até 70% dos casos de câncer.
Apesar de difícil detecção, a doença pode ser diagnosticada no exame Papanicolaou (preventivo do câncer). A única maneira eficiente de se combater a contaminação pelo HPV é reduzir o número de parceiros, pois sabe-se que nem o uso de camisinha impede a infecção. A pesquisa foi realizada entre os anos de 1999 e 2005 com 1,5 milhão de mulheres no Estado do Rio de Janeiro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

Sensibilidade e Especificidade