De Olho na Gripe Suína ( E em Outras Doenças Respiratórias )


O Ministério da Saúde já admite a livre circulação do vírus H1N1 dentro do território brasileiro. Isso quer dizer que a contaminação pelo vírus causador da Influenza A, mais conhecida popularmente como gripe suína, não está mais restrita aos contatos daquelas pessoas que estiveram nos países onde ocorre a transmissão sustentada da doença como a Argentina e os Estados Unidos, por exemplo. A partir de agora há uma forte tendência no crescimento de números de casos entre as pessoas que não viajaram e nem possuem parentesco com os casos relatados da doença. Segundo o último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, a nova gripe já havia atingido 1.175 pessoas no país, com 11 mortes, inclusive uma no Rio de Janeiro.
Apesar do índice de letalidade da gripe A ser muito mais baixo do que a da gripe comum, convém ficarmos atentos para esta doença. Com a chegada do inverno é comum aumentar os casos de doenças respiratórias como gripes, resfriados, rinites, sinusites e alergias.Também é interessante distinguirmos gripe de resfriado. O resfriado pode ser causado por mais de 200 tipos de vírus, sendo o rinovírus o mias comum e de caráter inflamatório em relação aos outros, podendo causar dor de garganta e coriza. O resfriado raramente provoca febre e dores musculares. Já a gripe é causada pelo vírus Influenza e tem sintomas mais fortes do que o resfriado. O vírus penetra no organismo principalmente pelas mucosas e produz manifestações intensas como febre alta, dores no corpo, indisposição e obstrução nasal. Em ambos os casos, o ciclo da doença não ultrapassa dez dias.
A Influenza ou gripe A é uma doença respiratória causada pelo vírus H1N1 transmitido de pessoa a pessoa, principalmente por meio de tosse, espirrro ou de secreções respiratórias. Entre os sintomas está febre acima de 38º, dor de cabeça, dor nos músculos, calafrios, prostração, tosse seca, dor de garganta, espirro e coriza.
Para evitar o contágio das doenças respiratórias lave sempre bem as mãos com água e sabão ao chegar em casa, evite tocar na boca, nariz e olhos em locais de grande aglomeração de pessoas como ônibus, trens e metrô, não tenha contato direto com pessoas doentes e não compartilhe alimentos, copo, toalhas e objetos de uso pessoal. Como diferenciar uma simples gripe com a influenza A pode ser difícil, em caso de sintomas mais persistentes procure um médico.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

Sensibilidade e Especificidade