Ensinando Mesmo Sem Saber Como Ensinar

Um estudo da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), realizado em 23 países, mostrou em junho que 71% dos 5.687 profissionais de ensino entrevistados começaram a dar aulas sem ter passado por um processo de monitoria ou adaptação. Em outras palavras, pessoas que mal sairam de seus cursos, onde pouco aprendem sobre metodologia de ensino, são jogadas em sala de aula.
E metodologia é exatamente o que falta aos professores brasileiros, de acordo com outra pesquisa, realizada no início deste mês. O americano Martin Carnoy, da Universidade de Stanford, acompanhou estudantes no Brasil, no Chile e em Cuba. Descobriu que o docente brasileiro passa mais tempo escrevendo na lousa, "de costas para o aluno". Em resumo, Carnoy diz que falta metodologia e foco, problema que é agravado pelo sistema excessivamente descentralizado do ponto de vista curricular. Asim, além de não ter claro o que deve ser ensinado, o professor não domina as técnicas para transmitir o conteúdo adequadamente.
Parece elementar, mas muitos professores ainda ignoram que não basta entrar em cena e ensinar, por mais bem intencionados que estejam. São esses os que se apressam em culpar os alunos pelo desempenho ruim ou simplesmente assumir o papel de vítimas do sistema educacional.

Esta postagem é um trecho do artigo "Elementar, meus caros professores" do editor do Jornal Destak, Fernando Leal, publicado em 13/08/2009

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas