Células-Tronco de Cordão Umbilical

Nos últimos 5 anos, o Brasil registrou um crescimento extraordinário no número de bancos para o armazenamento de sangue do cordão umbilical. Riquíssimo em células-tronco, aquelas com capacidade de formar vários tecidos e órgãos do corpo humano, o sangue do cordão umbilical pode ser congelado em galões de nitrogênio líquido a 196 graus negativos para serem usados posteriormente.
Na verdade, sangue extraído do cordão umbilical é rico em um tipo de células-tronco, as hematopoiéticas, ou seja, aquelas capazes de originar somente células sangüíneas. De cerca de 500.000 células-tronco encontradas em 100 milímetros de sangue do cordão umbilical, apenas 0,1 % pertence ao grupo das mesenquimais, que têm potencial para originar células de gordura, músculo, cartilagem e ossos. "Trata-se de um volume extremamente reduzido para surtir algum efeito terapêutico", disse a geneticista Mayana Zatz ,da Universidade de São Paulo, à Revista Veja ( edição de 4/11/2009). Não bastasse a pequena quantidade de células mesenquimais, nem todo cordão umbilical contém esse tipo de células-tronco. Em um estudo publicado  em 2008 na revista americana Stem Cells, Mayana demonstrou que, em cada 10 amostras de sangue de cordão umbilical, só uma contém células mesenquimais. "O único uso clínico para o sangue de cordão umbilical até agora é o tratamento de doenças do sangue" afirma a geneticista.
Todos os anos , cerca de 10 mil brasileiros recebem o diagnóstico de alguma doença do sangue, como leucemia, linfoma e mieloma, entre outras. para 6 mil deles , o tratamento é a substituição das células sangüíneas doentes por sadias. Essa troca pode ser feita tanto pelo uso de células-tronco do sangue do cordão umbilical quanto pelo transplante  de medula óssea, a estrutura responsável pela fabricação de sangue. 

Comentários

  1. Olá blogueiro,
    Para salvar mais vidas ajude a conscientizar as pessoas sobre a importância da doação de medula óssea. Divulgue o link: http://bit.ly/bOqRS0 e esclareça todas as suas dúvidas sobre o tema.
    Fazer o cadastro de doador de medula óssea é simples. Basta procurar um hemocentro ou o INCA, preencher uma ficha com dados pessoas e doar 5 ml de sangue para testes.
    Seja doador!
    Para mais informações: fernanda.scavacini@saude.gov.br
    Ministério da Saúde

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas