Aos Mestres, Com Carinho!

Nesta data em que se comemora o dia do professor, quero me dirigir, de forma solene, a estes verdadeiros mestres da atualidade. Percebo que aos poucos estamos deixando de nos referir aos professores como mestres. Somos mestres, sim! Mestres em transformar a realidade monolítica dos alunos em um oceano pleno de perspectivas futuras, abrindo-lhes a visão para o novo. Mestres em carismas, pois sabemos colocar os nossos dons a serviço de algo maior do que o ofício de ensinar. Mestres em sabedoria, visto que o nosso conhecimento sempre transcende o pequeno universo da sala de aula e consegue tangenciar os limites do infinito saber. Mestres em concentração, posto que conseguimos materializar com um esforço supremo as condições necessárias para a ocorrência do processo de aprendizagem em meio aos incontáveis distúrbios gerados constantemente a nossa volta. Mestres em paciência, uma vez que superamos todos os nossos conflitos internos, confusões mentais e angústias supremas e conseguimos transmitir com clareza aquilo que se espera de nós. Mestres do afeto, já que temos sempre uma palavra amiga e um gesto carinhoso dirigidos a nossos educandos com o propósito de elevá-los, engrandecê-los, fazê-los se sentir amados. Somos também mestres da economia porque sabemos administrar os nossos parcos vencimentos (ou até mesmo multiplicá-los) de maneira que consigamos sobreviver com um mínimo de dignidade, qualidade negada a milhares de cidadãos brasileiros, infelizmente. Somos mestres da vida, pois fazemos bem mais do que ensinar a ler, escrever, contar, descrever processos, resolver equações; ensinamos, com o nosso exemplo,  como se vive. E, sobretudo, somos mestres em esperança, pois a cada dia que passa damos um passo a frente, carregando em nossos ombros o fardo histórico da tão desvalorizada carreira do magistério e mesmo assim acreditamos que os nossos alunos, apesar de todas as mazelas da nossa profissão, não podem seguir caminhando sem a luz do conhecimento em suas vidas. Parabéns, a você, professor como eu. A minha admiração por estas profissão já me fez percorrer 20 anos de minha vida lecionando.. E, confesso-lhes, que ainda tenho fôlego para percorrer mais 20. Um forte abraço.

Comentários

  1. Meu amigo, que texto excelente! É seu? Soube expressar muito bem essa profissão de tamanha dedicação e de imensos desafios.
    Parabéns pelo seu dia!
    Beijos, Márcia.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas