Faça uma Viagem Insólita Com o Google Body Browser

Nova ferramenta do Google permite passeio por 'camadas' do corpo humano. Por meio de uma visualização em três dimensões, é possível navegar da pele ao sistema nervoso.

Fisioterapeutas, fãs de anatomia, biólogos, médicos e, quem sabe, pintores. É difícil definir a quem se destina a nova ferramenta criada pelo Google no final de 2010: o Google Body Browser, uma espécie de Google Earth do corpo humano.
O que a comparação com a ferramenta que ajuda a conhecer regiões da Terra quer dizer na prática? Que agora é possível navegar pelos tecidos e camadas do corpo humano, tal como Dennis Quaid em "Viagem insólita", o clássico filme da década de 1980.
 É possível, com um simples mexer de mouse, enxergar em três dimensões o corpo humano. São seis modos de visualização: a pele, o tecido muscular, o tecido ósseo, os órgãos, o sistema circulatório e o sistema nervoso.O modelo do corpo a ser investigado é de uma mulher, o que impõe, obviamente, ausência de estruturas próprias ao corpo masculino e vice-versa.
É possível navegar por meio de combinação de órgãos, tecidos e sistemas. Por exemplo: se eu quiser ver o que está 'por cima' do trato iliotibial, basta incluir no corpo, por meio de um movimento intuitivo de mouse, o músculo. Se desejar ver mais – as ligações nervosas do local, por exemplo –, preciso apenas alocar mais uma camada no corpo.
O Google Brasil já avisou que não há planos de traduzir a ferramenta para o português. Portanto, ao menos por ora, teremos de nos contentar em navegar pelo corpo humano em inglês. Outro entrave na página é o fato de não ser possível acessá-la com qualquer browser. A ferramenta ainda está em fase de testes e funciona somente em navegadores que possuem webGL, uma tecnologia que permite visualização 3D em páginas da internet sem a necessidade de nenhum aplicativo adicional, como as novas versões do Mozilla Firefox e do Google Chrome.

*Para testar a nova ferramenta do Google clique aqui
Nota:  Google Body deixou de existir faz alguns meses, e hoje ressuscita como zygotebody.com
Segundo comentam no blog do Google, o seu código tem sido utilizado por Zygote Media Group com o objetivo mesmo de ressuscitar o projeto.
O visualizador 3D opensource pode se encontrar em code.google.com/p/open-3d-viewer, nos permitindo criar este tipo de projetos de forma relativamente simples.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

Sensibilidade e Especificidade