Novos Caminhos Químicos da Maconha

Caminho químico da Cannabis sativa recém-descoberto viabiliza produção de novas drogas. Pesquisa descobre como a planta produz os chamados canabinóides, usados para combater dor, suprimir náuseas e estimular apetite
Pesquisadores do Canadá descobriram o caminho químico que a Cannabis sativa usa para criar compostos bioativos chamados canabinóides. Resultados do estudo conduzido na University of Saskatchewan pavimentam o caminho para o desenvolvimento de derivados de maconha para a produção de produtos farmacêuticos.
O professor de biologia envolvido no projeto Jon Page explica que o caminho é inusitado, envolvendo uma versão especializada de um enzima, chamada -CoA sintetase hexanoílo, e uma outra, chamada ácido olivetolic ciclase (OAC), que nunca havia sido vista em plantas.
"O que a cannabis tem feito é pegar um ácido graxo raro com uma cadeia de seis carbonos simples e usá-la como um bloco de construção para fazer algo quimicamente complexo e farmacologicamente ativo", diz Page.
O pesquisador liderou a pesquisa juntamente com o estudante Steve Gagne, que descobriu o OAC, e o investigador Stout Jake, que descobriu a enzima -CoA sintetase hexanoílo (relatada no início deste ano no Journal Plant).
A Cannabis é cultivada há milhares de anos com objetivo de gerar alimento, fibra, medicamentos e como droga psicoativa. Canabinóides como o delta-9-tetraidrocanabinol, ou THC, são produzidos nas flores da planta fêmea em minúsculas estruturas semelhantes à cabelos denominadas tricomas, que são as fábricas químicas da planta. Os pesquisadores utilizaram análise genômica de tricomas isolados para produzir um catálogo dos genes envolvidos na produção de canabinóides.
A equipe já utilizou as novas enzimas para induzir leveduras a produzir ácido olivetolic, um intermediário metabólico chave no caminho bioquímico que leva aos canabinóides.
"Agora que sabemos o caminho, podemos desenvolver formas de produzir canabinóides com fermento ou outros microorganismos, que podem ser uma alternativa valiosa para a síntese química para a produção de canabinóides para a indústria farmacêutica", diz Page.
Existem mais de cem canabinóides conhecidos, apenas alguns dos quais têm sido exploradas para as suas possíveis utilizações medicinais. THC é o principal canabinóide psicoativo, responsável pela elevada procura da maconha para uso recreativo, bem como para uso medicinal, tais como alívio da dor, supressão de náuseas, estimulação do apetite. Mais de 19 mil pacientes no Canadá são autorizados a usar legalmente a maconha para obtenção dos benefícios descritos e muitos outros utilizam drogas prescritas que contêm canabinóides. Outro canabióide importante é o canabidiol (CBD), conhecido por suas propriedades anti-ansiedade e neuro-protetora.
Fonte: iSaúde.net

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

Sensibilidade e Especificidade