Reflexos da Espiritualidade no Tratamento de Doenças Cardíacas

Cardiologistas brasileiros pesquisam espiritualidade e doenças do coração. O levantamento começa com 14 mil médicos da Sociedade Brasileira de Cardiologia, com base em questionário desenvolvido nos EUA

"Há de chegar um dia que poderemos dizer ao paciente que se for espiritualizado e souber lidar adequadamente com suas emoções, poderá evitar doenças cardiovasculares." A afirmação é do cardiologista Álvaro Avezum, responsável pelo trabalho que vem sendo desenvolvido no Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, em São Paulo, sobre os reflexos da espiritualidade no tratamento de doenças cardíacas. Avezum foi escolhido para dirigir Grupo de Estudos em Espiritualidade (GEMCA), formado recentemente com aval de 500 cardiologistas brasileiros.
O assunto será tema de duas mesas redondas no 68º Congresso Brasileiro de Cardiologia, em setembro, no Rio de Janeiro. " As evidências científicas de que as pessoas com espiritualidade avaliada por meio de questionários validados controlam melhor sua pressão arterial, tem menores riscos cardíacos que levam a infartos e derrames e têm melhor qualidade de vida, têm aumentado gradativamente na literatura médica", afirma. A pesquisa do GEMCA é tanto epidemiológica como clínica e começará com um levantamento sobre a religiosidade e espiritualidade dos 14 mil médicos associados à Sociedade Brasileira de Cardiologia. O questionário é de um estudo norte-americano. Nos EUA, 80 Faculdades de Medicina incluem formalmente no currículo a cadeira ' Saúde e Espiritualidade' , condição que só é encontrada em três faculdades brasileiras.
" O interesse dos profissionais é despertado pelo fato de que todo médico se depara com clientes que claramente melhoram após uma promessa, oração ou um pedido a um santo de sua devoção para que ajude na cura e o profissional procura informações científicas para dar uma resposta a esse tipo de questionamento," completa Avezum.
A literatura científica mundial faz uma correlação direta sobre espiritualidade e doenças cardiovasculares. O trabalho do GEMCA se propõe a verificar se a conclusão é válida também para o Brasil. Segundo os médicos, este é o momento para uma avaliação científica de novos exemplos para explicar o processo de adoecimento na área cardiovascular.
Fonte: Isaude.net

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas