Primeiro Mapa Digital 3D do Cérebro Humano

Cientistas criam primeiro mapa digital 3D detalhado do cérebro humano. Modelo contém 100 mil vezes mais dados do que a ressonância magnética e mostra a anatomia do cérebro em detalhes microscópicos

Pesquisadores internacionais criaram o primeiro modelo digital de alta resolução em 3D do cérebro humano.
A reconstrução, que recebeu o nome de Big Brain, mostra a anatomia do cérebro em detalhes microscópicos, permitindo que os pesquisadores vejam recursos menores do que um fio de cabelo.
O novo mapa será disponibilizado gratuitamente para os neurocientistas para ajudá-los em suas pesquisas.
O mapa foi criado por cientistas da Alemanha e do Canadá e é 50 vezes mais detalhado do que a última tentativa já feita, contendo 100 mil vezes mais dados do que uma ressonância magnética tradicional.
A resolução anatômica refinada do BigBrain permitirá aos cientistas obter insights sobre a base neurobiológica da cognição, linguagem, emoções e outros processos, de acordo com o estudo.
Segundo os pesquisadores, a ferramenta anatômica servirá como um atlas para neurocirurgia e vai fornecer um quadro para a investigação em várias direções, incluindo melhor compreensão de doenças do cérebro, tais como Alzheimer.
A equipe destaca que é uma base comum para discussões científicas, porque todo mundo pode trabalhar com este mesmo modelo de cérebro.
Para criar o atlas do cérebro detalhado, o líder da pesquisa Katrin Amunts, do Research Centre Jülich, na Alemanha, e seus colegas se aproveitaram dos novos avanços nas capacidades de computação e análise de imagem. Usando uma ferramenta especial chamado micrótomo, eles cuidadosamente cortaram a camada de parafina do cérebro de uma mulher de 65 anos de idade em 20 seções com micrômetros de espessura.
O projeto era um "tour-de-force para montar imagens de mais de 7.400 cortes histológicos individuais, cada um com suas próprias distorções, rasgos e lágrimas, em um volume 3D coerente", afirma o coautor Alan Evans.
As seções foram montadas em lâminas, manchadas para detectar estruturas celulares e, finalmente, digitalizadas com um scanner de alta resolução para que os pesquisadores pudessem reconstruir o modelo de cérebro 3D. Demorou cerca de mil horas para coletar os dados.
Planos futuros dos pesquisadores para a utilização do mapa incluem medições de extração de espessura cortical para obter insights sobre o envelhecimento e doenças neurodegenerativas.
Eventualmente, Amunts e colegas esperam construir um modelo de cérebro com a resolução de 1 mícron para capturar detalhes únicos da morfologia celular.

Fonte: Isaude.net

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas