Colômbia Erradica a Oncocercose


Colômbia é o primeiro país do mundo a erradicar a oncocercose. A oncocercose é a segunda maior causa de infecção que causa cegueira, além de produzir lesões e infecções de pele


A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou que a Colômbia é o primeiro país a eliminar a oncocercose, doença conhecida como cegueira dos rios.
A diretora-geral da OMS, Margaret Chan, parabenizou o governo colombiano pela conquista e pediu manutenção da vigilância sobre a doença, que continua existindo em outros países da América Latina.
Para a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) o feito da Colômbia é um "exemplo de compromisso, persistência e trabalho integrado".
Segundo a Opas, são necessários esforços redobrados para eliminar a cegueira dos rios de outros cinco países da região: Brasil, Equador, Guatemala, México e Venezuela.
O Ministério da Saúde do Brasil diz que a transmissão da doença está restrita aos pontos mais altos da serra do Parima, em Roraima e Amazonas, em áreas que seriam de acesso difícil para a maioria das pessoas. O foco abrange parte do território indígena Yanomami.
A oncocercose é a segunda maior causa de infecção que causa cegueira, além de produzir lesões e infecções de pele. É causada pelo parasita nematódeo Onchocerca volvulus, transmitido a humanos pela picada do mosquito da espécie  Simulium damnosum  comum em áreas próximas a rios. As formas adultas parasitam o ser humano, alojando-se em nódulos no tecido conjuntivo, por baixo da pele ou no tecido adiposo formando o oncocercoma.
Segundo a Opas, a Colômbia dedicou 16 anos em esforços para erradicar a doença. O último foco foi observado no distrito de Cauca e após a administração de medicamentos, a interrupção da transmissão ocorreu em 2007.
No ano passado, uma missão internacional visitou a Colômbia e verificou que o país continuava sem casos de infecção.
Fonte: informações da Rádio ONU

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

Sensibilidade e Especificidade