Uma Mordida Que Pode Doer No Bolso

Vítimas de mordidas de cobra desassistidas por planos de saúde nos EUA podem desembolsar um valor equivalente à uma cirurgia de coração por um tratamento em hospitais americanos

Se você for mordido por uma cobra venenosa nos Estados Unidos é melhor ter um bom plano de saúde para cobrir este tipo de acidente porque, caso contrário, você pode se ver como a pobre Jules Weiss, que foi mordida no pé por uma cobra mocassim-cabeça-de-cobre (Agkistrodon contortrix), no estado de Virginia, e quando foi para o hospital para ser tratada, já que o seu seguro estava vencido recentemente, recebeu uma conta de 55 mil dólares (cerca de 125 mil reais) pelo tratamento que consistiu de 3 ampolas de CroFab (o antídoto " oficial "dos EUA). Jules foi forçada a fazer um acordo com o hospital e continuar o tratamento em casa para não aumentar mais as despesas.  Segundo fontes americanas, Jules Weiss recebeu um tratamento que é quase 3 vezes mais caro do que uma prótese de joelho e quase 15 mil dólares mais caro que uma cirurgia de coração...
Outro caso semelhante ocorreu em maio passado, com a mesma espécie causadora do acidente de Jules, com uma outra mulher em Atlanta, mas só que desta vez a conta foi de 150 mil dólares.
O caso mais emblemático foi o do  garoto de 11 anos, Ben Smith, natural da Flórida, cujo acidente ocorrido este ano com a cobra cascavel-diamante-oriental (Crotalus adamanteus) pode custar à sua família a quantia de 1 milhão e 600 mil dólares só de soro. Os frascos de CroFab  necessários para o tratamento podem atingir o preço astronômico de 2 mil e 700 dólares por um único frasco de 1 g de peso.  No entanto, o hospital pode aumentar ainda o preço conforme a despesa adicional de armazenagem, preparação e administração da referida droga, de tal maneira que cada frasco pode chegar a custar  até 20 mil dólares. 
Curiosamente a empresa que produz este soro, a Protherics, é a única na produção deste tipo de medicamento no país e a único a ter a aprovação do FDA (Food and Drug Administration)  para realizar este procedimento.
Recentemente um profissional em extração de veneno de cobra chamado Jim Harrison, diretor do Zoo Kentucky Reptile nos EUA, foi mordido no dedo por uma cascavel  de tamanho médio da espécie Crotalus atrox. No hospital, Harrison foi tratado com um antídoto estrangeiro ( cujo uso é supostamente ilegal nos EUA, apesar de Harrison ter uma autorização especial). Harrison, que foi mordido acidentalmente um monte de vezes "no trabalho", considera que o soro do exterior é melhor do que o CroFab nacional.
E não deve ser mentira porque, depois de receber 10 frascos do referido antídoto, Harrison  já estava extraindo veneno das cobras novamente no dia seguinte.
Lamentavelmente,  existem 48,6 milhões de americanos que não têm plano de saúde e que  talvez não possam pagar pelo tratamento convencional, a não ser que a Protherics, empresa produtora do CroFab resolva baixar seus preços. Do contrário, muitos cidadãos irão recorrer à ilegalidade em caso de acidentes com serpentes venenosas nos Estados Unidos.
Nos EUA não existe um sistema público de saúde – todos os hospitais são pagos. A conta do hospital vai geralmente para os planos de saúde, que arcam em média com 90% das despesas. Para as camadas populares, o governo oferece subsídio - planos de saúde federais pagam pelo atendimento. Os que mais sofrem com os preços abusivos dos hospitais são os estrangeiros, sem cobertura oficial, e os norte-americanos que não têm dinheiro para pagar o plano de saúde e, ao mesmo tempo, a renda familiar não se enquadra em “pobre” – grupo de pessoas que o governo oferece subsídio.
No Brasil , os soros contra mordidas de cobras e picadas de  animais peçonhentos são produzidos pelo Instituto Butantan (São Paulo), Fundação Ezequiel Dias (Minas Gerais) e Instituto Vital Brazil (Rio de Janeiro). Toda a produção é comprada pelo Ministério da Saúde que distribui para todo o país, por meio das Secretarias de Estado de Saúde. Assim, o soro está disponível em serviços de saúde e é oferecido gratuitamente aos acidentados.




Comentários

  1. Olá!!! Adorei teu blog, super interessante!!! Estou seguindo e linkei ao meu! Se puder me visitar e linkar meu blog aqui no teu espaço, ficarei grata!!! Super abraço!!!
    www.dani-teiadavida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

Sensibilidade e Especificidade