Novos Anfíbios Descobertos em Minas Gerais

Pesquisadores da Universidade Federal de Viçosa descreveram duas novas espécies de anfíbios em Minas Gerais: uma perereca com uma coloração que lembra uma onça e um sapo que não tinha sido descrito pela ciência

O pesquisador Clodoaldo Lopes de Assis, do Museu de Zoologia João Moojen, da Universidade Federal de Viçosa (UFV) descobriu uma espécie de perereca — batizada de Aparasphenodon pomba — na localidade de Sinimbu, no município de Cataguases, na Zona da Mata mineira. O artigo científico resultante da novidade foi publicado há 15 dias na revista Zootaxa, da Nova Zelândia. O nome do anfíbio homenageia o Rio Pomba, na região. Além de Assis, Leandro Braga Godinho, pesquisador da mesma instituição, encontrou, na Bacia Hidrográfica do Médio São Francisco, um sapo não descrito na literatura: o Proceratophrys carranca.
O primeiro exemplar da Aparasphenodon pomba foi encontrado em 2008, mas, só neste ano, Assis conseguiu reunir a quantidade mínima de oito animais a fim de atestar que não se trata apenas de um bicho já conhecido com algumas alterações. A perereca tem entre 5cm e 6cm e, nas palavras do pesquisador, “parece uma onça”: dourada, com manchas beges e olhos vermelhos. O pesquisador comparou o animal com todas as espécies do gênero, encontrando diferenças significativas tanto na coloração quanto na morfologia interna.
Fonte: Correio Braziliense

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas