Ataques de Capivaras no Espírito Santo

Agricultores de Alfredo Chaves (ES) vem sofrendo com o ataque de capivaras nos últimos anos. Além de destruir plantações, os roedores são vetores de parasitos da febre maculosa

Há quase dois anos, os produtores rurais do município de Alfredo Chaves no Espírito Santo sofrem com ataques de capivara. Ainda é desconhecida a causa que levou os roedores a se instalarem no local, mas, segundo moradores, os bandos são tão grandes que chegam a devastar plantações inteiras. Além disso, a capivara é um dos hospedeiros do carrapato-estrela, parasita conhecido por ser o vetor da febre maculosa.
No município, as capivaras são encontradas em grupos grandes distribuídos, principalmente à beira do rio Benevente, e acabam por procurar alimento nas plantações das encostas. O roedor pode se reproduzir em qualquer época do ano e com gestações curtas gera ninhadas de até oito filhotes. Os grupos já são considerados pragas por destruírem plantações.
No dia 3 de setembro de 2013, a Faes (Federação da Agricultura e Pecuária do Espírito Santo) encaminhou um documento ao IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), solicitando intervenções para que haja um controle dos animais. Outro documento, com a mesma solicitação, foi encaminhado no dia 9 de setembro pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Alfredo Chaves. Porém, nem a Faes e nem a Secretaria tiveram retorno ainda.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas