A Primeira Ave Venenosa Descoberta Pela Ciência

 O Pitohui foi a primeira ave venenosa descoberta pela ciência.
A toxina, presente na pele e nas penas, tem a capacidade de provocar paralisia no corpo dos seres vivos (inclusive nos músculos do coração) e pode causar a morte

O Pitohui é um género de aves canoras da sub-família Pachycephalidae endémicas da Nova-Guiné. São pássaros coloridos que tem a particularidade de ser a única ave existente no mundo a conter na pele e nas penas poderosos alcalóides neurotóxicos do grupo batracotoxinas, o mesmo composto encontrado nas rãs Dentrobatidae. A espécie Pitohui dichrous, que vive na região da Papua-Nova Guiné, está entre as oito espécies de aves sabidamente venenosas.
Em 1989 o biólogo Jack Dumbacker capturou um exemplar desta espécie e percebeu que seus dedos ficaram dormentes após ter tocado suas penas.  Ao ser arranhado a mão, o pesquisador sentiu dor e, por reflexo, chupou o dedo. Foi quando começou a perceber a boca formigar e queimar e foi avisado por nativos da região de que se tratava de um pássaro venenoso - desconhecido pela ciência. Os integrantes de tribos da região costumavam usar as aves na culinária local. mas abandonaram o costume quando perceberam que se sentiam mal quando ingeriam pássaros da espécie.
Segundo os cientistas, o veneno do Pitohui está localizado em sua pele e penas. Trata-se de uma toxina chamada de homobatracotoxina, que tem a capacidade de provocar paralisia no corpo dos seres vivos - inclusive nos músculos do coração, podendo causar a morte.
O Pitohui usa a substância para se defender de predadores ou, então, para caçar. O envenenamento acontece quando a toxina entra em contato com a boca, os olhos, as mucosas nasais ou a pele machucada da vítima - que, quase instantaneamente, começa a sentir dormência e paralisia no local.
O mais curioso é que essa característica incomum do pássaro, provavelmente, é resultado da sua alimentação. Os Pitohuis se alimentam, principalmente, de besouros da família Melyridae, que são uma poderosa fonte de homobatracotoxina. O mesmo fenômeno acontece com os sapos Dendrobatidae que comem o insetos (formigas principalmente) que possuem alcalóides.
Os cientistas avisam que nem todas as espécies de pitohuis são venenosas - normalmente, as que tem cores mais escuras são mais perigosas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

Sensibilidade e Especificidade