Invertendo a Evolução?


Biólogo acredita que é possível reconstruir o genoma dos dinossauros a partir da alteração do DNA das aves contemporâneas

Um bioquímico britânico supõe que as propriedades genéticas das aves contemporâneas poderiam ser a chave para a volta dos dinossauros, que se extinguiram há 65 milhões de anos. Dr. Alison Woollard acredita que seria possível reconstruir o genoma de dinossauros alterado o DNA das aves. "Nós sabemos que as aves são descendentes diretos dos dinossauros, de acordo com o que foi demonstrado por uma série de achados fósseis compreendendo evolução da linhagem de criaturas como Velociraptor e Tyrannosaurus rex para as aves voadoras de hoje", disse Woollard, da Universidade de Oxford, citado pelo GMA News . 
De acordo com o pesquisador, no filme Jurassic Park cientistas extraíram DNA de mosquitos preservados em âmbar durante milhões de anos. Esta abordagem é impossível na realidade, porque o DNA não pode sobreviver mais de 6,3 milhões de anos, de acordo com recente pesquisa realizada na Austrália. 
Por essa razão ele sugere "inverter a evolução", alterando os genes para orientar o nascimento de uma cria de uma ave, a cria da sua cria e assim sucessivamente. Para criaturas que existiram até 6,8 milhões de anos podem ser usadas tecnologias de clonagem. Neste sentido, o cientista citou o exemplo dos mamutes. Ultimamente, cientistas russos e asiáticos recuperaram vários corpos de mamutes em bom estado no permafrost siberiano e planejam criar um sistema que permita a clonagem desses animais.

Comentários

  1. Dinossauros no museu é mais seguro que dinossauros andando por aí, melhor que continue assim.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas