A Hora e a Vez da "Biofashion"

Ultimamente, os apaixonados por biologia têm traduzido sua paixão por esta ciência confeccionando e consumindo produtos que retratam elementos típicos do universo das ciências biológicas, como este anel em prata que representa a estrutura de dupla hélice da molécula de DNA

Tenho certeza que assim como eu, existem milhares de pessoas que são apaixonados por biologia. Acontece que ultimamente estas pessoas estão extravasando essa paixão em forma de produtos que variam de confecção de tatuagens a anel e brincos com motivos que retratam elementos das ciências biológicas. O anel DNA da Oficina da Prata é um bom exemplo disso (eu tenho!). E não tem só anel. Na Oficina da Prata você encontra brincos e pingentes com a representação da molécula de dupla hélice do DNA também, além de outros produtos com argumentos biológicos. Igualmente interessante é o "maiô anatômico" que representa nossos órgãos internos, transformando as mulheres numa aula de anatomia ambulante (foto). O pingente com a representação da primeira árvore da vida desenhada por Charles Darwin? Bastante original, não é?

Agora, para quem gosta de arte e exclusividade, nada mais original do que ter na parede de sua casa um quadro com seu autorretrato genético. O biólogo e colunista da CH On-line Stevens Rehen foi o responsável por difundir essa proposta da empresa DNA Brasil a ideia é simples: ter na parede de casa um quadro do seu DNA – ou do seu filho, pai, amigo... Vale lembrar: o DNA de cada pessoa é singular e possui sequências específicas e características únicas. A obra de arte que sair da empreitada terá caráter exclusivo.
Rehens explica que a sequência escolhida para compor o quadro não tem nenhuma relação com doenças e nem permite comparações, de forma que  não seria possível identificar pelo quadro quem é o pai, quem é a mãe ou quem tem propensão a determinadas doenças.
O passo a passo para conseguir um quadro desses exige mínimo empenho de quem estiver interessado: primeiro, escolhem-se tamanho e cor da arte na loja virtual da DNA Brasil. Em poucos dias, recebe-se um kit de coleta de saliva e as orientações necessárias para o procedimento, que é simples e indolor. A amostra é enviada para o laboratório.
“Há duas empresas com propostas similares, uma nos Estados Unidos e outra na Austrália”, diz Rehen. “Só que a nossa é a única que foi criada com o princípio de doar parte de seu faturamento bruto para as pesquisas científicas."
No laboratório, o fragmento de DNA presente na amostra de saliva é destacado por meio de uma
técnica de ampliação chamada reação em cadeia de polimerase, que ressalta os genes de interesse.
Esses genes são submetidos a um campo elétrico que faz com que migrem, de acordo com tamanho e massa, para uma matriz gelatinosa. Um corante altamente sensível é aplicado quando a matriz é exposta à luz ultravioleta. Nesse momento, a imagem das barras reluzentes do DNA – os genes amplificados – é capturada.
Feito isso  basta digitalizar a imagem e produzir a tela de acordo com a customização do cliente. A impressão é realizada em papel de fibra de algodão, considerado no meio das artes plásticas um suporte de alta qualidade.
Uma vez recebida a amostra de saliva, o processo até o envio do quadro leva duas semanas. O custo varia, pois é possível fazer arte com o DNA de até quatro pessoas. Essa opção é a mais cara: R$ 2.390. Quem quiser a imagem do DNA de apenas uma pessoa pagará R$ 990.
Rehen tem quadro na parede de sua casa com dois DNAs: o dele e o de sua mulher (R$ 1.590). Segundo o biólogo, outras quatro telas já foram encomendas e estão sendo produzidas.

Abaixo as fotos do quadro com o autorretrato genético de Stevens Rehen confeccionado pela DNA Brasil, os brincos com a representação da dupla hélice e o cordão com a  árvore da vida de Darwin


Quer ganhar um anel DNA igualzinho ao da foto acima?Saiba como em http://profjabiorritmo.blogspot.com.br/p/biologando.html

Fontes: Futuros Biólogos e Ciência Hoje On-Line

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

Sensibilidade e Especificidade