O Clima Mundial em 2050

A Organização Meteorológica Mundial (MMO) produziu uma série de vídeos em que apresentadores da previsão do tempo noticiam como seria o clima de vários países do mundo (inclusive o do Brasil) em 2050, mantendo-se o nível das emissões de poluentes atmosféricos atuais

Para explicar como será o impacto das mudanças climáticas no dia a dia da sociedade, a Organização Meteorológica Mundial (Em inglês,World Meteorological Organization – WMO) convidou apresentadores da previsão do tempo de programas de TV de todo o mundo a imaginarem como seria um boletim meteorológico em 2050. O resultado dessa produção está sendo divulgado numa série de vídeos que estão viralizando na redes sociais.
O objetivo desses vídeos – iniciativa do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon – é apoiar a Cúpula do Clima que acontecerá em 23 de setembro na sede da ONU, em Nova York, nos Estados Unidos. “Nós podemos reduzir os riscos cortando a emissão de gases de efeito estufa e construindo economias de baixo carbono. Vamos trabalhar juntos para tornar nossas sociedades mais seguras e resilientes. Por favor, junte-se a mim nas ações contra as mudanças climáticas”, disse Ban Ki-moon ao final dos vídeos.
Em nota, a ONU afirmou que os vídeos mostram cenários possíveis, e as previsões não são verdadeiras. “Mas tudo o que eles dizem está baseado nos relatórios mais recentes da ciência do clima, mostrando um retrato convincente de como a vida poderia ser em um planeta mais quente”, disse.
Trata-se de um belíssimo trabalho que reforça o alerta para tomadores de decisão e a sociedade civil sobre os perigos reais a que estaremos expostos se não cessarmos o ritmo do nosso impacto na atmosfera.
Entre os programas já divulgados sobre o tempo no futuro, podemos destacar o clima da Dinamarca – anormalmente quente, com temperaturas de 30º C, e com a ocorrência de muitas tempestades -, do Japão – onde grandes ondas de calor provocariam mortes na população e o aquecimento da água dos oceanos causaria a acidificação de corais e a formação de tufões -, e também do Brasil (assista Como será a previsão do tempo no Brasil em 2050?)
Semana retrasada, foi a vez do clima nos Estados Unidos: a organização retrata a previsão imaginária para 23 de setembro de 2050, feita pelo USA Weather Channel. E o cenário é tão assustador quanto os demais – com muitas enchentes, secas prolongadas e ondas de calor -, provocado pelas peculiaridades da região e pelo estilo de vida da sociedade americana, que deverá mudar de forma radical. A cidade de Miami, por exemplo, estaria totalmente inundada, mesmo dias após a passagem de um furacão. Em Chicago, a população viveria dias de calor insuportável e cidades inteiras no estado do Arizona desapareceriam porque os moradores abandonariam suas casas por causa da seca. E o Ártico se tornaria o mais novo destino turístico internacional.
Veja o vídeo abaixo que, no final (como em toda a série), tem apresentação do secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, que justifica a realização desse trabalho pelo mundo: apoiar a Cúpula do Clima.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas