Uma Ganância Sem Remédio

O governo dos EUA está tentando impedir que a Índia continue produzindo medicamentos baratos contra o HIV, a malária e drogas contra o câncer. A indústria farmacêutica forçou o governo dos EUA a ser duro com a Índia, inclusive com ameaças de sanções comerciais se os indianos não mudarem as leis de patentes que atualmente priorizam as pessoas antes dos lucros

A Índia produz medicamentos baratos contra o HIV, malária e drogas contra o câncer. Mas a indústria farmacêutica quer impedir essa produção para vender mais de seus próprios produtos a preços mais altos. O lobby dessa indústria forçou o governo dos EUA a ser duro com a Índia, inclusive com ameaças de sanções comerciais se os indianos não mudarem as leis de patentes que atualmente priorizam as pessoas antes dos lucros. Agora a pressão está aumentando já que negociações de um novo tratado de comércio entre os dois países estão prestes a começar. 
Segundo a Avaaz, O governo dos EUA está tentando impedir que a Índia produza medicamentos baratos para quem mais precisa: os mais pobres. Daqui a poucos dias, o presidente Barack Obama fará uma visita à India, a qual poderá definir a vida ou morte para milhões de pacientes na Ásia, África e América Latina. 
"Os gigantes da indústria farmacêutica dizem que as leis de patentes da Índia permitem que empresas indianas cobrem menos do que outras, desencorajando investimentos da indústria em novos medicamentos. Mas sabemos que as grandes empresas de medicamentos priorizam as pesquisas de remédios para os ricos, não para os pobres e, com frequência, vendem os remédios a preços exorbitantes – uma nova droga para o tratamento da Hepatite C está custando U$1000 por comprimido! ", informou a Avaaz.
Em um café da manhã na Casa Branca em outubro passado, o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, pediu aos diretores de empresas da indústria farmacêutica presentes que investissem em medicamentos baratos, ao invés de usarem artimanhas jurídicas para lucrar até a última gota de suas próprias patentes. Ao mesmo tempo, ele aceitou a criação de um fórum Índia-EUA para discutir as patentes de medicamentos, e a publicação do rascunho de uma nova lei com concessões para incentivar o investimento de empresas farmacêuticas americanas. 
Quando uma empresa de medicamentos da Suíça processou o governo da Índia por causa de medicamentos com preço acessível para pacientes de câncer, 50 mil membros da Avaaz na Índia e na Suíça se uniram para denunciar a situação e a empresa perdeu o processo. Em uma recente campanha, a Avaaz pretende juntar 1 milhão de assinaturas em apoio ao papel orgulhoso exercido pela Índia – o de farmácia mundial para os mais pobres do mundo. Antes que Obama viaje para a Índia, os militantes da Avaaz querem fazer com que os EUA e Índia, e outros governos, entrem em um acordo para priorizar os pacientes antes dos lucros. Se você deseja assinar a petição da Avaaz, acesse 
https://secure.avaaz.org/po/save_cheap_medicines_loc_/?bNpAneb&v=52090
Fonte: Avaaz

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

Sensibilidade e Especificidade