Ter um Propósito na Vida Faz Bem Ao Coração


  De acordo com o estudo apresentado recentemente no congresso da Sociedade Americana do Coração, ter um propósito claro de vida está associado a 23% de redução da mortalidade e 19%, especificamente, de doenças cardiovasculares, como ataque cardíaco e derrame. 


De acordo com um novo estudo conduzido por pesquisadores do Mount Sinai St. Luke e do Mount Sinai Roosevelt, nos Estados Unidos, ter um alto senso de propósito na vida pode reduzir o risco de morte, de doença cardíaca e de acidente vascular cerebral.
O artigo foi apresentado no dia 6 de março durante o congresso da Sociedade Americana do Coração. De acordo com o estudo, um propósito claro de vida está associado a 23% de redução da mortalidade e 19%, especificamente, de doenças cardiovasculares, como ataque cardíaco e derrame. 

A análise define como “propósito de vida” um senso de significado e direção, que trazem uma sensação de que a vida vale a pena ser vivida. "Desenvolver e aperfeiçoar metas pessoais poderia proteger a saúde do coração e potencialmente salvá-la", diz o principal autor do estudo Randy Cohen.
"Como parte da nossa saúde em geral, devemos nos perguntar 'eu tenho um propósito em minha vida? Se não, você precisa trabalhar em direção à meta importante de obtenção de um para o seu bem-estar geral", afirma.

Os pesquisadores revisaram 10 estudos relevantes com os dados de mais de 137 mil pessoas para analisar o impacto do senso de propósito sobre as taxas de mortalidade e risco de eventos cardiovasculares.
Coautor do trabalho e diretor de Programas de Bem-Estar e Prevenção do hospital Mount Sinai, Alan Rozanki ressalta que estudos anteriores já haviam ligado uma variedade de fatores de riscos psicossociais a doenças cardíacas, tanto negativos, como ansiedade e depressão, quanto positivos, como otimismo e apoio social.
Mas o novo levantamento pode direcionar pesquisas futuras para "avaliar a importância de criarmos propósitos como fator determinante para a saúde e bem-estar" e despertar este senso nas pessoas.
Fonte: Portal iG

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas