Distinguindo (Nutrientes) do Bem e do Mal

Pesquisadores espanhóis descobriram que os cervos são capazes de distinguir o nível de toxicidade das plantas, bem como a presença de nutrientes e proteínas essenciais na hora de escolher o alimento. Eles constataram que esses animais levam em conta a toxicidade dos vegetais e o seu valor nutricional ao selecionar os itens de sua dieta alimentar.

Pesquisadores espanhóis descobriram que os cervos são capazes de distinguir o nível de toxicidade das plantas, bem como a presença de nutrientes e proteínas essenciais na hora de escolher o alimento. Eles constataram que esses animais levam em conta a toxicidade dos vegetais e o seu valor nutricional ao selecionar os itens de sua dieta alimentar.

O estudo foi publicado na revista PLOS ONE e serve para melhorar o manejo desses animais em reservas de caça e fazendas. Para se descobrir quais as plantas que são as preferidas dos cervos, os pesquisadores analisaram os restos vegetais contidos nas fezes do cervo-comum (Cervus elaphus) e relacionaram esses dados com a disponibilidade das plantas existentes no entorno da área estudada. Foram analisadas 35 plantas mais abundantes dentro da área de estudo e se verificou que os cervos preferiam 23, incluindo a aroeira, a esteva e o carvalho.
Após a análise das plantas preferenciais e não-preferenciais, bem como a dos seus conteúdos em minerais e proteínas, os pesquisadores estabeleceram. por meio de um teste estatístico, as características das plantas que os cervos ibéricos preferem em sua dieta e aquelas que eles não preferem ou rejeitam. Daí eles concluíram que o fator que melhor explica esta seletividade alimentar dos cervos e a presença de níveis tóxicos de enxofre no alimento,
O estudo fornece informações sobre o impacto que as mudanças na composição florística de um lugar podem ter sobre a comunidade de herbívoros, e vice-versa, ou seja, como a pressão exercida pelos herbívoros afeta a interação entre as plantas de uma comunidade vegetal.
Fonte: EFE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

Sensibilidade e Especificidade