Morando Com um Predador

 Uma pesquisa realizada no Reino Unido constatou que os donos de gatos domésticos não admitem que seus mascotes sejam predadores de animais da fauna silvestre. Anualmente, cerca de um milhão de animais silvestres são mortos por gatos no país. Um estudo sobre as atitudes dos proprietários de gatos revelou que os donos se opõem as medidas de controle propostas.

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Exeter (Reino Unido) estudou as atitudes dos donos de gatos domésticos ( Felis catus) e as várias ações que poderiam ser postas em prática, a fim de preservar a vida selvagem do ataque por estes animais . Os gatos são animais de companhia mais populares na sociedade moderna, mas também são reconhecidos por serem predadores de aves, anfíbios, répteis, invertebrados e pequenos mamíferos 
A pesquisa apontou que 23% dos lares no Reino Unido têm este animal como bicho de estimação, o que representa uma população de mais de dez milhões de gatos domésticos. Os pesquisadores realizaram trabalho de campo em duas localidades do Reino Unido: Cornualha e Stirling, onde um total de 58 famílias participaram, com 86 gatos.
Seus resultados indicaram que, independentemente se os donos eram ou não conscientes da existência ou não do fato de que seu animal de estimação era um predador, eles desconheciam quantas presas seus gatos capturavam rotineiramente.
Além disso, a maioria dos donos de gatos não concordou com fato de que estes animais são prejudiciais para as espécies de animais silvestres, e foi contra as sugestões de incluir seus animais de estimação nas medidas de controle. No entanto, eles se manifestaram disposto a considerar a castração do animal, o que é geralmente associada com o bem-estar do gato.
"Se queremos reduzir com sucesso o número de mortes causadas por gatos domésticos sobre a vida selvagem, é necessário priorizar o bem-estar do gato para incentivar os proprietários a participar", disse Jenni McDonald , do Centro de Ecologia e Conservação da Universidade de Exeter .
"Os proprietários dos gatos não aceitam que seus bichanos são uma ameaça para a vida selvagem e se opõem às estratégias de gestão, exceto com a esterilização.Para resolver o problema devemos levar em conta as percepções e opiniões dos proprietários destes animais de estimação ", disse McDonald.
Os resultados, publicados na revista Ecology e Evolution, indicam que as opções de gestão para controlar a predação serão inutéis a menos que elas sejam concentradas no bem-estar do gato.
Fonte: Agência SINC

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

Sensibilidade e Especificidade