Os Pardais da Europa Estão Desaparecendo

As populações de pardais têm diminuído drasticamente em toda a Europa em decorrência  da poluição, da escassez de áreas verdes dentro dos espaço urbanos e do avanço das espécies exóticas invasoras. Além da dificuldade em encontrar alimentos dentro do ambiente das cidades, os pássaros ainda não encontram locais apropriados para fazer os seus ninhos, pois a arquitetura moderna não favorece a nidificação dessas aves.

Especialistas advertem: a população de pardal comum na Europa diminuiu 63% em apenas 30 anos. O Reino Unido perdeu 10 milhões desses pássaros entre 1970 e 1980 e em grandes cidades como Londres os pardais praticamente desapareceram. Este declínio é uma resposta às agressões ambientais como a poluição, a falta de áreas verdes e a invasão de espécies exóticas . No meio rural, o declínio é menor e está associado à  intensificação da agricultura, ao uso indevido de pesticidas ou ao despovoamento generalizado.
No caso da Espanha, a percentagem é muito menor: 6% . Embora, em áreas como o sistema central ou o planalto norte o declínio já atingiu 19%. De acordo com o coordenador de fiscalização da Sociedade Espanhola de Ornitologia (SEO / BirdLife), Juan Carlos del Moral, "o declínio é muito mais grave no norte do que no sul da Espanha, os números de redução variam de 2% a 20% , " Os números mais recentes mostram uma redução de oito milhões de exemplares nos últimos dez anos.
O pardal é um pássaro sedentário, de modo que as causas do seu declínio estão muito relacionadas com o seu ambiente imediato. À poluição, ao tráfego e aos carros somam-se um aumento de predadores e a competição com espécies invasoras. Um deles é o periquito argentino, cujo crescimento na Espanha é "exponencial" , informa o pesquisador. "Ao mesmo tempo que chegamos a ter 20.000 novos periquitos, desapareceram milhões de pardais. Não sabemos se há é uma relação direta, mas sabemos que estas aves competem pelos mesmos espaço e pelos mesmos alimentos," ele explica. 
Assim, também há uma crescente dificuldade em encontrar alimentos, especialmente em época de reprodução, quando os filhotes precisam ingerir proteínas de larvas e insetos. Nesta situação é adicionado a escassez de áreas verdes e locais para nidificação. Os pardais normalmente se instalam nas cavidades de edifícios antigos ou em galhos de árvores velhas . "Precisamos de mais áreas verdes, mas não tem que ser perfeitas, mas um lugar onde a natureza se mistura com a cidade , " afirma o pesquisador e presidente da comissão científica da SEO / BirdLife, Mario Diaz.
Algumas das soluções propostas por essa ONG, são a criação de pequenos ninhos e comedouros, a promoção de espaços verdes e o controle das espécies exóticas invasoras.
Fonte: El País

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

Sensibilidade e Especificidade