Vírus Antigos Ocultos em Nosso DNA

Cientistas dos EUA descobriram que temos mais vírus antigos escondidos em nosso DNA do que pensávamos. Segundo os pesquisadores os retrovírus endógenos ( chamados de HERV-K) contribuem com mais de 8% do genoma humano e que a maioria deles perderam a sua função por acúmulo de mutações ou recombinações internas. Eles sugerem que a expressão de tais pró-vírus ocorre em tecidos associados ao câncer e a doenças auto-imunes, e em indivíduos infectados pelo HIV com possíveis efeitos patogênicos.

Cientista estadunidenses chegaram a conclusão de que temos mais vírus antigos escondidos em nosso DNA do que pensávamos. O chamado grupo HERV-K (retrovírus endógenos humanos, da sigla em inglês para human endogenous retrovirus) contém integrações polimórficas interseccionais quase intactas nos seres humanos, muitas das quais codificam proteínas virais. Segundo os autores da pesquisa, "os retrovírus endógenos contribuem com mais de 8% do genoma humano e que a maioria deles perderam a sua função por acúmulo de mutações ou recombinações internas, o que resultou na formação de um gene alelo solitário ( chamado de solo-LTR)"
"A expressão de tais pró-vírus HERV-K ocorre em tecidos associados ao câncer e a doenças auto-imunes, e em indivíduos infectados pelo HIV, sugerindo possíveis efeitos patogênicos. A caracterização adequada desses elementos exige a discriminação dos loci HERV-K individuais." De acordo com os pesquisadores, "Tais estudos, entretanto, são dificultados por dispormos de um catálogo incompleto de inserções HERV-K, o que motiva a identificação de cópias adicionais de HERV-K em seres humanos."
Os cientista examinaram mais de 2.500 genomas sequenciados provenientes do Projeto 1000 Genomas e um subconjunto do painel do Projeto Human Genome Diversity e "descobriram 19 destas inserções HERV-K anteriormente não identificadas, incluindo um pró-vírus intacto, sem substituições aparentes que alterassem a função viral, apenas o segundo de tais pro-vírus já descrito." Segundo eles, os "resultados fornecem uma base para futuros estudos de evolução HERV e têm implicações para as doenças." O trabalho foi publicado no Proceedings of National Academy of Sciences dos Estados Unidos (PNAS).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas