A Mosca "Assassina"


Vista assim na imagem ampliada, a mosca recém-descoberta da espécie Trichoura pardeos parece uma criatura terrível e ameaçadora. Apelidada de "assassina" por perseguir e capturar abelhas, libélulas, borboletas, gafanhotos, aranhas e ate mesmo outras moscas em pleno voo e injetar neles uma toxina letal, esta mosca sul-africana após matar as suas presas suga em voo todo conteúdo do corpo de suas vítimas

Vista assim na imagem ampliada parece uma criatura terrível e ameaçadora. Apelidada de "assassina" por perseguir e capturar abelhas, libélulas, borboletas, gafanhotos, aranhas e ate mesmo outras moscas em pleno voo e injetar neles uma toxina letal,  a mosca recém-descoberta da espécie Trichoura pardeos vive exclusivamente em ambientes áridos da África do Sul. Após matar as suas presas, essas moscas sugam em voo todo conteúdo do corpo de suas vítimas
Um estudo conduzido por uma equipe de pesquisadores e publicado agora no periódico African Invertebrates certificou o registro dessa nova espécie, descoberta em 2004 na Reserva Natural Tierberg na província de Northern Cape na África do Sul, e o estabelecimento de uma nova tribo . O gênero Trichoura  (Asilidae) agora consiste de sete espécies. As moscas da família Asilidae, com cerca de 7.000 espécies, são conhecidas por seu comportamento predatório.
As novas espécies de moscas habitam uma grande colina rochosa onde a vegetação é escassa e as plantas que sobrevivem, como o aloés, tornaram-se resistentes à seca.
A equipe de pesquisadores também observou variações morfológicas entre espécies diferentes que vivem em áreas onde as estações chuvosas não são sincronizadas, sugerindo que dois grupos dentro do mesmo gênero se adaptaram a esses padrões diferentes na parte ocidental e oriental da África do Sul .
Para saber mais, clique nos links acima

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas