Tudo Que Tem a Marca Mc Donald's É Bom?

A cadeia de lanchonete fast-food McDonald's tem a sua imagem associada com produtos de baixa qualidade e de valor nutritivo questionável. Porém, alguns estudiosos saem em defesa da marca e a utilizam para realizar experimentos sobre a nossa percepção do sabor


Para o filósofo Joseph Heath , autor do livro The Rebel Sell (algo como o "O Rebelde Vende", em tradução livre), a estigmatização das franquias McDonald's como vendedora de produtos de baixa qualidade é injustificada: a relação qualidade/preço de seus lanches é imbatível e suas batatas fritas são melhores do que as vendidas em muitos bistrôs de Paris, diz Heath em seu livro. Para o filósofo, a forma como percebemos o sabor dos alimentos assemelha-se, em parte, a forma como percebemos a beleza artística, ou seja, em função de um contexto social .
Como um monte de lixo passa a ser uma obra de arte, se ele está em um museu, o paladar não se baseia apenas no gosto e no cheiro, mas no que se espera sentir . Isso é o que explica o fato de um grupo de enólogos achar que um vinho é de melhor qualidade se ele custa caro (embora eles tenham provado do mesmo vinho antes, só que com um preço bem mais barato).
Nesse sentido, se a nossa opinião sobre os produtos McDonald's é negativa, mas se provarmos algo de sua cadeia de restaurantes sem que nos informem previamente que este é o produto de um McDonald's, nosso julgamento não será tão severo. O mesmo acontece se somos fãs absolutos do MacDonalds: se provarmos o mesmo produto com outra marca, não vamos gostar tanto .
Isso é o que os pesquisadores da Escola Universitária de Medicina de Stanford e do Hospital Infantil Lucile Packard demonstraram ao oferecer dois tipos de nuggets de frango para um grupo de crianças entre três e cinco anos. Alguns nuggets foram embalados com o logotipo do McDonald's, mas outras foram apresentadas com uma embalagem lisa, sem marca.
A realidade é que os snacks eram exatamente os mesmos, mas as crianças acharam mais saborosas os que estavam enrolados na marca do McDonald's. E esse efeito não se produziu apenas com nuggets, como explicou Joan Ferres i Prats , em seu livro "Las pantallas y el cerebro emocional" (algo como "As Telas e o Cérebro Emocional", em tradução livre): Eles também gostaram mais de leite, cenoura e suco de maçã quando esses produtos foram apresentados com embalagens da marca, embora estes produtos não têm nada a ver com os produtos normalmente comercializados pela rede de fast-food McDonald's.
Assim, sabendo que os sabores e as nossas avaliações são construções sociais , não é de estranhar que muitas marcas tentam apropriar-se das conotações positivas da outra, mesmo no caso do MacDonald's. Por exemplo, em Sulaymaniyah, no Curdistão iraquiano, há uma restaurante chamado MaDonald, bem como outras marcas piratas de produtos famosos como Adadis ou Panatronic. O restaurante mantém o logotipo original e o frontispício da cadeia de lanchonete famosa. Assim, se lermos muito rápido o letreiro, certamente iremos confundi-lo com o original, porque é quase idêntico ao de uma franquia legal do McDonalds (até o palhaço Ronald McDonald's aparece). Ali se servem pizzas, kibes e, é claro, a estrela da casa, o Big Mack.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas