Como os Alunos Entendem a Fotossíntese?

Quando os alunos são questionados a respeito do funcionamento da fotossíntese, eles situam-no basicamente, nas trocas gasosas que a planta realiza com o meio. Uma pesquisa publicada por professores da USP no ano 2000 continua revelando as incoerências que a escola atual propaga quando trata do assunto nos mais diferentes níveis de ensino.

Uma pesquisa  publicada  pelos professores Clarice Kawasaki e Nelio Bizzo (USP) no começo deste século, procurou responder uma questão que até hoje intriga os professores de Ciências e de Biologia: "Como os alunos entendem o processo de fotossíntese? "
Na ausência de explicações coerentes para o processo, os estudantes remetem-se a modelos nem sempre apropriados. Há uma visão entre eles que que na fotossíntese há uma "mistura" de gás carbônico, água, clorofila e Sol, que, magicamente, transformam-se em glicose e oxigênio.
Quando os alunos são questionados a respeito do funcionamento da fotossíntese, esses situam-no basicamente, nas trocas gasosas que a planta realiza com o meio:"na fotossíntese, as plantas absorvem o gás carbônico e liberam o oxigênio, renovando o ar atmosférico". Essa afirmação, segundo os autores da pesquisa, vem explicar a ideia bastante arraigada na sociedade que atribui a vegetação o importante papel na renovação ou purificação do ar atmosférico.
Por outro lado, a frequente oposição entre os processos de fotossíntese e respiração ensinado nas escolas, tem conduzido à ideia de que os animais respiram e as plantas não, uma vez que elas realizam fotossíntese e os animais não, quando na verdade ambos respiram - de dia e a noite - mas apenas as plantas realizam fotossíntese, que depende da luz do dia.
Conduzido em três escolas do ensino fundamental de Ribeirão Preto (sendo duas escolas da rede estadual pública de SP e a outra da rede particular), o estudo envolveu 17 estudantes escolhidos aleatoriamente. Entrevistas foram norteadas por um roteiro semi-estruturado, buscando responder basicamente às seguintes questões: "Em que medida os estudantes compreendem que plantas realizam nutrição autotrófica?" e "Em que medida os estudantes compreendem a nutrição vegetal, enquanto um tópico complexo e integrado, no qual aspectos fisiológicos, bioquímicos, ecológicos e de conversões de energia estão envolvidos? "
A pesquisa constatou a existência de concepções de nutrição vegetal em estudantes que pouco se aproximam do modelo admitido pela ciência atual, apesar de estes estudantes terem estudado formalmente esse tema em sua escolaridade anterior. Eles não compreendem que plantas realizam nutrição autotrófica e possuem ideias genéricas de aspectos isolados de seus processos, que não permitem uma compreensão do funcionamento desta função vital em plantas. Verificou-se ainda que estes erros não estão circunscritos ao contexto escolar, mas encontram-se difusos na sociedade e que a escola, em vez de recolocá-los os veicula, como também os estimula e os perpetua.
Fonte: Revista Química Nova na Escola, n° 12, ano 2.000

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas