A "Extinção" de Nossa Flora Bacteriana

Segundo uma pesquisa recente,  o consumo de dietas com baixo teor de fibras pelos habitantes do mundo ocidental, pode levar a perda da maioria das nossas bactérias intestinais em apenas quatro gerações. As espécies bacterianas da flora intestinal  são fundamentais não só para a digestão, mas também para o nosso sistema imunológico e uma vez "extintas"não podem ser recuperadas com um simples aumento na ingestão de fibras.

De acordo com um estudo realizado por pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Stanford (EUA), o consumo de dietas com baixo teor de fibras pelos habitantes do mundo ocidental, pode levar a perda da maioria das nossas bactérias intestinais em apenas quatro gerações. O baixo consumo de fibras nos países industrializados pode ser determinante para a "extinção" de nossa flora bacteriana intestinal. Segundo os cientistas, as espécies bacterianas que são fundamentais não só para a digestão, mas também para o nosso sistema imunitário, uma vez "extintas"não podem ser recuperadas com um simples aumento na ingestão de fibras.
Como explica Justin Sonnenburg, diretor desta pesquisa publicada na revista Nature, "a proliferação de alimentos processados e praticamente livres de fibras que começou pelos meados do século XX fez com que hoje em dia o consumo de fibra por pessoa nas sociedades industrializadas seja de apenas uns 15 gramas diários. E esta quantidade representa apenas um décimo do que se supõe que as cada vez mais escassas sociedades agrícolas e de caçadores -coletores consomem, cuja dieta e estilo de vida provavelmente estão mais próximos aos adotados ​​pelos nossos ancestrais ​​comuns ".
Todos os especialistas em saúde concordam que dietas com baixo teor de fibra são simplesmente insuficientes.O intestino grosso das pessoas saudáveis são habitadas por milhares de espécies de bactérias .E sem essas bactérias seria muito difícil de viver, porque elas nos defendem contra agentes infecciosos (patógenos), reforçam o nosso sistema imunológico e até ajudam a direcionar o desenvolvimento de nossos tecidos. "
E, neste contexto, diversos estudos constataram que, comparados aos habitantes das poucas sociedades agrícolas e caçadores-coletores que ainda persistem no mundo, principalmente na África, América do Sul e algumas ilhas do Pacífico, as pessoas que vivem em sociedades ocidentais têm menos diversidade de bactérias intestinais. Ou dito de outra forma, muitas dessas bactérias foram perdidas ao longo do caminho.
As bactérias que compõem nossa flora intestinal são adquiridas ao longo da vida. No entanto, muitas destas bactérias são transmitidas diretamente de mãe para filho. As razões pelas quais os habitantes das sociedades industrializadas têm enfraquecido a sua flora intestinal são diversas: o uso de antibióticos, aumento do número de cesarianas e diminuição da amamentação. E também, consumindo alimentos pobres em fibras. Tudo isso foi demonstrado pelos pesquisadores por meio de um experimento utilizando ratos como modelos.
Fonte: ABC 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas