O Recordista em Observação de Aves

O holandês Arjan Dwarshuis (30 anos) ostenta um recorde sonhado por quase todos os ornitólogos do mundo: ser a pessoa que avistou ou reconheceu pelo canto o maior número de espécies de aves ao longo de um ano. Nos EUA e no Canadá existe uma competição informal entre observadores de aves conhecida como "O Grande Ano" (The Biggest Year). O grande ano de Dwarshuis lhe rendeu o registro de 6.841 especies – o que dá uma média de 18 aves por dia-, superando em 799 o registro anterior, obtido por Noah Strycker em 2015. O Grande Ano é a maior competição ornitológica do planeta e já foi tema de filme.

O holandês Arjan Dwarshuis (30 anos) ostenta um recorde sonhado por quase todos os ornitólogos do mundo: ser a pessoa que avistou ou reconheceu pelo canto o maior número de espécies de aves ao longo de um ano. Seu "Grande Ano" (The Biggest Year) lhe rendeu o registro de 6.841 especies – o que dá uma média de 18 aves por dia-, superando em 799 o registro anterior, obtido por Noah Strycker em 2015. The Biggest Year é a maior competição ornitológica do planeta e já foi tema de filme.
Esta façanha está repleta de dados absolutamente surpreendentes. Dwarshuis bateu seu recorde diário no Quênia, com mais de 200 espécies vistas em uma só jornada, embora o Peru foi o país globalmente mais "rentável" onde o holandês conseguiu localizar 1.001 especies em 24 dias, das quais 577 eram absolutamente novas para este Grande Ano.
Fascinado pela natureza desde que tem consciência, a carreira desse ornitólogo começou muito cedo. Aos nove anos, Dwarshuis começou a anotar seus avistamentos de aves, aos doze já buscava aves migratórias raras e aos quinze anos viajou por conta própria a Turquia e aos dezoito realizou uma viagem ao redor do mundo encontrando numerosas espécies ameaçadas. 
Entre suas peripécias ornitológicas desta grande aventura se destaca a observação de aves muito especiais como a Manorina melanotis dos bosques de Mallee do sul da Austrália, espécie ameaçada pela hibridação com Manorina flavigula, um melifagídeo mais comum. Outra espécie significativa é a que consta como a de número 6.833 na sua lista especial: a Pseudominla klossi encontrada somente no Vietnã. Quando lhe perguntam qual foi a sua melhor observação, ele responde prontamente que foi o Picathartes gymnocephalus que avistou na selva tropical de Gana.
Para saber mais, clique nos links acima

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

Sensibilidade e Especificidade