Edição Genética Com Responsabilidade

Mais de 20 representantes de comitês de ética europeus publicaram um documento de consenso expondo a necessidade de avaliar as implicações éticas, legais e sociais associadas às novas técnicas de edição genética como o CRISPR. O documento propõe a criação de um comitê europeu para avaliar os benefícios, limitações e possíveis riscos destas tecnologias tão promissoras, bem como assegurar o uso responsável destas técnicas. Outra função do comitê seria promover um debate social sobre o uso e aplicabilidade da edição genética


Mais de 20 representantes de comitês de ética europeus publicaram na revista Transgenic Research um documento de consenso expondo a necessidade de avaliar as implicações éticas, legais e sociais associadas às novas técnicas de edição genética. O documento propõe a criação de um comitê europeu encarregado de avaliar os benefícios, limitações e possíveis riscos destas tecnologias tão promissoras, bem como assegurar o uso responsável destas técnicas.
Outra função do comitê seria promover um debate social sobre o uso e aplicabilidade da edição genética, que aponte o caminho para a sua eventual incorporação no planejamento legislativo nacional e internacional.
A descoberta do sistema CRISPR (do inglês Clustered Regularly Interspaced Short Palindromic Repeats, ou seja, Repetições Palindrômicas Curtas Agrupadas e Regularmente Interespaçadas) promoveu uma revolução tecnológica nas pesquisas em ciências da vida. A nova ferramenta não só facilitou o trabalho dos pesquisadores no laboratório como também possui um enorme valor econômico. As grandes empresas estão investindo milhões de euros nesta tecnologia e vêm travando uma batalha pelo licenciamento de direitos das patentes resultantes das suas descobertas
As novas técnicas de edição genética são baratas, fáceis, rápidas e têm ampliado o leque de possíveis aplicações.
Temas como o mosaicismo (geração de mutações múltiplas em um local planejado do genoma) ou o surgimento não desejado de mutações em locais diferentes do genoma, com sequências semelhantes, associados ao uso das ferramentas CRISPR, também são discutidas na publicação.
Os autores esperam que o comitê comece a operar antes de fim deste para marcar uma primeira reunião.
Para saber mais, clique nos links acima

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mariposa da Morte

Tecnologia Indígena

A Importância Ecológica das Baratas